segunda-feira, 16 de outubro de 2017

Campo Maior sediou a etapa da Seletiva da Volta da Cajuína 2017



Neste sábado (14) Campo Maior sediou a última etapa da seletiva da Volta da Cajuína 2017. A corrida teve cerca de 100 competidores entre homens e mulheres. Nenhum atleta de Campo Maior ou da região dos carnaubais conseguiram cruzar a linha de chegada entre os três primeiros colocados geral, mas os quatro campo-maiorenses que tiveram melhor colocação foram classificados.

No masculino os classificados foram Genival Machado e Stanislau da Costa e no feminino, Rosa Maria da Silva Correia e Isabela Francisca Monteiro de Araújo. Os quatro estão automaticamente classificados para a Volta da Cajuína em Teresina (PI) no próximo domingo (22/10) e se vencerem a prova ganharão vaga para disputar a Corrida de São Silvestre em São Paulo no final do ano.

Presidente da Fundespi Paulo Martins fala aos participantes
A corrida da Volta da Cajuína é organizada pela Fundação de Esportes do Piauí e tem como presidente o ex-prefeito de Campo Maior, Paulo Martins que esteve presente na entrega da premiação onde parabenizou os atletas participantes e desejou sorte aos classificados. O Deputado Estadual Aluísio Martins, o Secretário de Trânsito, Major Paz e o Diretor de Esportes de Campo Maior, Junior Martins também participaram da entrega da premiação.

A corrida saiu do Espaço Aucam Zico Martins, percorreu as Avenidas Demerval Lobão, Surubim, Santo Antônio e chegou novamente na Aucam. O percurso foi de 6 km e o primeiro atleta que cruzou a linha de chegada conseguiu a marca de 18 minutos.
Quem não conseguiu classificação poderá se inscrever a partir da meia noite de terça-feira (17) no site www.xcrono.com.br.


sexta-feira, 13 de outubro de 2017

Cartão de Confirmação do ENEM 2017 sai dia 20 de outubro

O Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais, disponibilizará no seu site, no próximo dia 20 de outubro os cartões de confirmação para mais de 6,7 milhões de estudantes.

Para conferir o documento, os inscritos devem acessar a Página do Participante, com o número do CPF e a senha de cadastro. Quem perdeu a palavra-chave, deve seguir o passo a passo para recuperá-la. Para tanto, vai precisar fornecer o e-mail cadastrado para o qual será enviada a nova senha.

Caso o participante não se lembrar da senha ou do e-mail para confirmação, basta ir à página do Enem para conseguir uma senha temporária ou alterar seu dados cadastrais.

Com o cartão, o candidato tem acesso a informações como o número de inscrição, a data das provas, o local onde será realizada e os horários (abertura dos portões às 12h, fechamento às 13h e início dos testes às 13h30, todos tendo como referência o horário de Brasília). Nele também é informado se o estudante pediu atendimento especializado ou específico e a opção de língua estrangeira – inglês ou espanhol.

quinta-feira, 12 de outubro de 2017

12 de outubro: dia mundial da visão



Este dia foi instituído pela Organização Mundial da Saúde (OMS) é celebrado na segunda quinta feira de outubro, a data tem como objetivo chamar atenção à necessidade de cuidar da nossa visão.

Segundo a OMS, a cada dez casos de perda de visão no mundo, oito poderiam ter sido evitados caso fossem detectados precocemente com visitas periódicas ao oftalmologista. No Brasil são 6,5 milhões de casos de pessoas com deficiência visual e muitos poderiam ter sido evitados.

Para o melhor cuidado com a visão é recomendado que a primeira consulta ocorra entre 4 e seis semanas de vida, com a realização do Teste do Olhinho. Ao completar o primeiro ano, nova avaliação e em seguida no início da escolarização, aos 4 anos, para a detecção de possíveis vícios de de refração (miopia, hipermetropia e astigmatismo) que muitas vezes passam despercebidos por serem monoculares .

Algumas doenças que podem ser detectadas através do teste do olhinho:

🔸 Retinopatia da prematuridade
🔸 Glaucoma congênito
🔸 Catarata congênita
🔸 Toxoplasmose congênita
🔸 Retinoblastoma.
Doenças mais comuns na adolescência e vida adulta:

🔸Erros de refração
🔸Ceratocone
🔸 Catarata
🔸 Glaucoma
🔸 Retinopatia diabética
🔸 Degeneração macular relacionada à idade (DMRI)
A boa notícia é que grande parte dessas doenças têm prevenção e tratamento! O diagnóstico precoce e a conscientização da população podem evitar o crescimento dos casos de cegueira no mundo.

Por isso, o acesso ao atendimento médico oftalmológico é decisivo para alterar as condições da nossa saúde ocular.

Consultas devem começar na infância

O desenvolvimento da visão da criança ocorre até os sete anos de idade. Mas, caso exista algum problema que não seja corrigido com óculos, a visão pode não se desenvolver 100%, ocasionando a ambliopia, conhecida popularmente como olho preguiçoso. É preciso ter muita atenção, pois, algumas vezes, apenas um dos olhos pode ter um grau mais elevado e o outro enxergar bem, e isso pode passar despercebido pelos pais.

Saúde ocular

O acompanhamento oftalmológico regular é fundamental para evitar doenças e dificuldades de visão, mas algumas atitudes diárias também são importantes para evitar infecções, alergias ou perfurações que podem danificar a visão.

Começa hoje o maior festival gastronômico do Piauí


O Sabor Maior, festival gastronômico da culinária campo-maiorense, em sua VII edição tem todos os ingredientes para se tornar o maior do Piauí.

Nessa edição, que começa às 18 horas dessa quinta-feira, 12 de outubro e vai até o dia 14, muitas novidades foram adicionadas para atender ao turista, não só na culinária, mas em outras áreas como turismo e entretenimento. 

Cartões postais mostram o "glamour" de Campo Maior
O "Passaporte do Sabor" é uma dessas inovações. Através dele, visitantes e turista poderão conhecer os principais pontos turísticos de Campo Maior totalmente de graça, além de brindes que serão distribuídos durante o evento, na compra de um produto artesanal ou um prato do festival. Comandado pela Secretária de Desenvolvimento Social, Nilzana Gomes, foi realizado um trabalho de planejamento e treinamento com todas as pessoas envolvidas para que o festival se torne grandioso e um dos maiores do nordeste brasileiro.

Os restaurantes que participam do circuito da gastronomia estiveram reunidos com o Prefeito Professor Ribinha para tratarem da dinâmica do atendimento diferenciado durante todo o festival. Serão 13 pratos que concorrerão logo mais as 18 horas. Concorrem: Hawaí Grill, Mistura Fina, Churrascaria o Cervejão, Churrascaria o Neto, Churrascaria o Doca, Capote do Macedo e Churrascaria Carnaúba, cada um com um prato especial que serão julgados com a presença do Governador Wellington Dias, no Hotel Pousada do Lago.

Várias lanchonetes também concorrem à premiação do 7º Sabor Maior, como forma de fortalecer a gastronomia campo-maiorense, como: Bis Dogão, Sammya Buffet, The Best Açaí, Toca do Lanche, Espaço Nutri, Estação Creparia.

Prefeito Professor Ribinha
Um intenso trabalho de divulgação na imprensa local e estadual, o Prefeito Professor Ribinha procurou mostrar para o Piauí a importância sócio-econômica do Sabor Maior e o que a cidade preparou para receber visitantes e turistas.

Espera-se um público recorde durante os três dias na Praça de Eventos Waldir Fortes, local onde se realizá o evento, que conta com a participação grandes nomes da música brasielira, regional e local.






terça-feira, 10 de outubro de 2017

Questões de gênero ainda vão dar muito o que falar...

Professora proíbe alunos de escreverem sobre a personagem Ivan


O drama do personagem Ivan (Carol Duarte), que se descobre transgênero e resolve passar pela transição na novela A Força do Querer, acendeu o debate a respeito do assunto na sociedade. Porém, os mais conservadores insistem em condenar a situação e o pior, tentam vetar a reflexão de outros.
Como é o caso de uma professora no Rio de Janeiro. De acordo com a coluna, Gente Boa, do jornal O Globo, ela proibiu os seus alunos, do sexto ano de uma escola no Leblon, de escreverem uma redação com a personagem do folhetim de Gloria Perez como tema. O mais contraditório é que a atividade tinha como proposta falar sobre justamente os assuntos abordados na trama.

Educador, o que é "escola sem partido"?

Foto: Organics New Brasil


Tema polêmico, a discussão sobre "escola sem partido", articulação da extrema direita para desestabilizar as discussões sobre o enfrentamento às desigualdades sociais, ainda vai dar muito "pano para as mangas".

Vários estudioso da educação acham um verdadeiro absurdo o Artigo 3º do Projeto de Lei (PL) 867/2015, segundo o qual “são vedadas, em sala de aula, a prática de doutrinação política e ideológica bem como a veiculação de conteúdos ou a realização de atividades que possam estar em conflito com as convicções religiosas ou morais dos pais ou responsáveis pelos estudantes”.

Trazemos aqui uma interessante reflexão:

Regina abre exposição Mulheres Negras no Senado Federal


Senadora Regina Sousa - Foto: Ana Volpe
“O espaço da mulher já é pequeno. Da mulher negra, é menor ainda”. Assim a senadora Regina Sousa (PT-PI) definiu a importância de se abrirem espaços para alertar contra o racismo e o preconceito racial na sociedade e em todas as instâncias de poder. A exposição Mulheres Negras no Parlamento, que foi oficialmente aberta nesta segunda-feira (09), no Senado Federal, é um desses espaços.

As fotografias trazem imagens de mulheres que trabalham no Senado e se autodeclaram pretas ou pardas. Elas se inscreveram para participar e foram fotografadas por profissionais da Casa e também por amadores. A senadora Regina posou para a fotógrafa Ana Volpe.

Dois grandes painéis ladeiam a exposição. Neles, um texto da senadora Regina: “Celebrar nossa negritude, fortalecer nossas organizações, construir estratégias para superar os preconceitos inventados, construídos e reforçados apenas para perpetuar as desigualdades e a nossa exploração. Saber que cada mulher negra - seja doutora, operária, assessora ou senadora – ela não é totalmente livre enquanto em qualquer lugar do mundo houver outra mulher negra presa nas cadeias do racismo que levam à fome, à dominação e a diversas outras formas de violência. Porque, em qualquer lugar do mundo, a corrente que nos prende é a mesma, só muda a língua falada pelo opressor.

A gestora do Programa Pró-Equidade de Gênero e Raça, Maria Terezinha Nunes, explica que o objetivo maior do projeto é homenagear as mulheres negras e seu trabalho no Senado.

Trinta e cinco mulheres se inscreveram. Entre elas, 3 jovens aprendizes, 12 funcionárias terceirizadas, 4 estagiárias, 6 seis servidoras efetivas, 9 comissionadas e uma parlamentar, a senadora Regina Sousa.

Ao falar na abertura da exposição, a senadora lembrou a dificuldade de abrir espaços para falar em igualdade racial. Lembrou que, quando professora, chegou a ser punida por se recusar a trabalhar com seus alunos um texto onde o racismo era explícito. O texto falava sobre um menino branco que ia passar as férias no campo e brincar com um menino que, “apesar de negro, era muito bonzinho”. Regina se indignou e não repassou o texto para seus alunos. “Eu era rebelde desde sempre e fui punida com a transferência de escola”, relatou.

As fotos já estavam disponíveis na internet do Senado (https://intranet.senado.leg.br/noticias/galerias/mulheres-negras-no-senado-federal) e são também uma homenagem ao Dia Nacional de Tereza de Benguela e da Mulher Negra, instituído pela Lei 12.987/2014, que  homenageia a líder quilombola Tereza de Benguela, que lutou contra a escravidão.