terça-feira, 27 de junho de 2017

Fundespi entrega certificados do curso de arbitragem realizado em Juazeiro do Piauí

Presidente da Fundespi Paulo Martins entrega certificados 
A Fundação dos Esportes do Piauí (FUNDESPI) tem trabalhado para qualificar e formar novos árbitros no Estado através do curso de arbitragem conduzido por instrutores qualificados que levam informações básicas e atualizadas das mudanças que tem acontecido nas regras do futebol.

Neste sábado (24) aconteceu a entrega dos certificados de 59 novos alunos formados pela Fundespi. A solenidade teve a presença do Presidente do órgão, Paulo Martins, do Deputado Estadual Aluísio Martins, do Prefeito municipal Zé Valdo, do vice-prefeito e secretário de esportes, Cicero Leite, do ex-prefeito Tonho Verissimo, vereadores de Juazeiro e das cidades vizinhas dentre outras lideranças e autoridades políticas.

Para o presidente da Fundespi, a qualificação é extremamente necessária, pois é o árbitro que dá o tom da partida de futebol. “Um árbitro que tem conhecimento das regras de futebol transmite segurança para os jogadores e impõe respeito dentro de campo fazendo com que tenhamos um bom jogo”, argumentou.

Maria dos Remédios foi uma das que mais reivindicou o curso e agradeceu a oportunidade oferecida pela Fundespi. “Quero agradecer ao Tonho Verissimo que ouviu nossos reclames e a Fundespi por ter atendido nosso pedido. As mulheres de Juazeiro também participam do esporte e precisam cada vez mais de atenção”, disse a árbitra.

segunda-feira, 26 de junho de 2017

SAAE de Campo Maior é destaque em Congresso Nacional de Saneamento

Diretor do SAAE João Lima
O diretor do SAAE João Lima participou do 47º Congresso Nacional de Saneamento da ASSEMAE (Associação Nacional dos Serviços de Saneamento) em Campinas/SP. O evento acontece anualmente é considerado o maior sobre o setor de saneamento básico, com o tema “Saneamento Público Municipal: um caminho para o Brasil”.

A programação foi iniciada na segunda-feira, 19/06, com a reunião ordinária do Conselho Diretor Nacional e congregou representantes de municípios de todas as cinco regiões do país, debateram as perspectivas de atuação da entidade a favor do saneamento público municipal. O diretor João Lima coordenou o painel II: Relação entre saneamento básico e gestão dos mananciais onde contou as seguintes participações: José Yarley de Brito Gonçalves do SAAEC/Crato/CE; Fernando Cintra Mortara ABES/SP; e Volney Zanardi Junior da Agência Nacional das Águas – ANA.

Na terça-feira, (20/06),  João Lima representou o prefeito Ribamar Carvalho na mesa de honra, ao lado do presidente da ASSEMAE Aparecido Hojaij, do presidente da SANASA Arly de Lara Romêo e várias autoridades de São Paulo e Minas Gerais. Na ocasião, foi lançada a publicação do livro que reúne “Experiências Municipais Exitosas em Saneamento – 2017” destacando relatos de 31 casos de sucesso de ações positivas voltadas para a saúde e qualidade de vida por meio do saneamento, entre elas a cidade de Campo Maior.

João Lima usou a tribuna para fazer uma síntese dos trabalhos desenvolvidos pelo Serviço Autônomo de Água e Esgoto – SAAE e ressaltou o importante papel da ASSEMAE junto aos municípios. “O livro reflete de forma grandiosa que os municípios possuem uma gestão de excelência, reforçando a luta pela gestão pública do saneamento no país”, falou Lima.

O exemplar foi entregue à delegação do SAAE de Campo Maior e para o presidente da Câmara de Vereadores Fernando Miranda e o vereador Edvaldo Lima que prestigiaram o evento.

O papel da mulher

Eis uma frase repetida: a diferença faz o crescimento acontecer. Porque provoca inquietude, novas formas de pensar. Mas isso só acontece quando a diversidade é usada para construir oportunidades. Falando sobre diversidade de sexo, quero focar na carreira feminina e seus desafios. Somos 51,6% de mulheres na população brasileira, e 37,3% sustentam a família, segundo a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios. Em pesquisa com líderes do Estado, constatei que, dos 176 entrevistados, 53% eram mulheres.
Elas já ocupam espaços e muitas profissões que eram, até pouco tempo, “masculinas” em sua maioria. Em mais de 20 anos trabalhando com empresas e vendo essas modificações, posso citar algumas mudanças mais marcantes, como o fato de agora serem também maquinistas, trabalhadoras avulsas no OGMO (Órgão Gestor de Mão de Obra Portuária Avulsa), controladoras de painéis, motoristas de caminhão, taxistas…
A mulher tem se esforçado muito para conquistar esse espaço. Busca capacitação e assume jornadas duplas para conquistar o lugar de reconhecimento. Um problema a ser enfrentado é o desafio do crescimento profissional: os obstáculos para a mulher assumir posições de liderança. Grandes multinacionais, antecipando isso, criaram programas que exigem 50% de igualdade na concorrência, visando equilíbrio. Sabemos que as decisões passam por certa dosagem de preconceito e de pressão social em defesa do “papel feminino” na família, e não no mundo dos negócios.
Mas saiba: a mudança que você deseja começa em você. Cada um fazendo o seu papel, vamos caminhar mais rapidamente e de maneira mais sustentável.

sexta-feira, 23 de junho de 2017

Aprovado em 16 concursos públicos no AC revela segredos: ‘dedicação e renúncia’

Filho de costureira e de autônomo, o servidor público Jamerson Cruz da Silva, de 30 anos, carrega no currículo aprovações em 16 concursos públicos no Acre. Nascido em Rio Branco, capital do Acre, ele diz que o segredo é a dedicação diária nos estudos e a renúncia de momentos de lazer e vida social. Silva é concursado e continua a buscar outras aprovações. 

O gosto pelos concursos públicos surgiu após ser aprovado, com 17 anos, para o cargo de Policial Militar voluntário da PM-AC, em 2004. Daí por diante, ele passou a colecionar dezenas de aprovações e nomeações nos anos seguintes.

“O segredo é a questão da dedicação em casa. Todas as minhas horas vagas são para os estudos, então, varia de quatro a seis horas por dia, mas tem dia que só tenho uma hora. O importante é estudar todos os dias. Outra coisa é a renúncia. Já abdiquei vários momentos de lazer e vida social para me manter estudando, mas, graças a isso, passei nos concursos”, lembra.

Entre as aprovações, estão cargos na PM em concursos de 2004, 2005, 2008 e 2015, agente penitenciário em 2007, agente de polícia civil em 2012 e perito criminal da Polícia Civil em 2015. Além de cargos na Universidade Federal do Acre (Ufac), Instituto Federal do Acre (Ifac) e Instituto Nacional do Seguro Social (INSS).

“Estou aguardando convocação para perito criminal ou para professor do Ifac. Já trabalhei em quatro dos concursos que passei. Fiz alguns só para testar o conhecimento. A maioria dos que passei, fui nomeado, mas não tomei posse. Vou continuar estudando, meu sonho mesmo é passar para auditor fiscal da Receita Federal”, afirmou. 

Crédito da matéria: 
G1.com Acre

segunda-feira, 19 de junho de 2017

FESTA JUNINA DA MELHOR IDADE


A Prefeitura Municipal de Campo Maior por meio da Secretaria Municipal de Assistência Social - SEMAS realizará dia 28 de junho no SINTE a Festa Junina da Melhor Idade.

quinta-feira, 15 de junho de 2017

Intensificada limpeza nos bairros de Campo Maior


Mutirão continua limpando Campo Maior

Mais um bairro tem intensificada a limpeza de ruas e avenidas. Desta feita é o bairro matadouro que recebe serviços de roço, capina, retirada de entulhos e desobstrução de sarjetas, como forma de garantir mais conforto à população.

Essas ações, dado o final do período invernoso, são realizadas como forma de melhorar o aspecto urbanístico, como o de evitar proliferação de mosquitos que possam trazer doença aos moradores, inclusive o aedes egypty, responsável pela dengue.

Todas as ruas do bairro serão limpas e retirado toneladas de entulho provocado pelo lixo que é colocado sem acondicionamento, como sacolas plásticas que entopem boeiros e sarjetas.

Sobre o mutirão, o Secretário de Limpeza e Iluminação, Antônio Lustosa explica: “A missão que nós temos de limpar Campo Maior é árdua e demostramos com trabalho. Quanto mais trabalhamos, em menos tempo concluiremos a limpeza do município. Em alguns lugares encontramos situações mais críticas, como algumas ruas do Bairro Matadouro, mas com a mesma garra e força de vontade que limpamos o centro de Campo Maior, limpamos também os bairros", disse o secretário.

Foi informado, ainda, que está sendo providenciado junto à Eletrobras condições para melhorar a iluminação do local, visto que a existente é bastante precária.

Para o presidente da Associação de Moradores do Bairro Matadouro, Eduardo Silva, "é importante esse trabalho realizado pela Prefeitura de nossa cidade, pois representa mais tranquilidade para a população que tem medo de doenças provocadas pelo acúmulo de lixo e sujeiras; por isso, agradecemos o empenho do prefeito professor Ribinha e do secretário Lustosa".

terça-feira, 13 de junho de 2017

'Olha que coisa bonita, mais cheia de graça...'



A paráfrase é bem a tempo. Nosso Açude Grande, realmente, figura como um dos mais belos e importantes cartões-postais "do meu Piauí". Falta-nos a voz do Caetano (Abaeté), os ventos do litoral (Portinho) ou o lamento de Fagner (Orós) para figurarmos como o mais bonito e conhecido Açude de todo o Brasil.

Depois de décadas sendo massacrado com toda sorte de poluição, provocando o cheiro nauseabundo dos finais da estiagem e início do período invernoso, alegramo-nos com o seu novo aspecto, que desperta nossa campo-maiorencidade ainda mais.

O nosso Açude Grande de Campo Maior, para ser limpo da sujeira do homem, foi uma verdadeira novela. Adversários da administração do então prefeito Paulo Martins (2016) - o corajoso prefeito da intervenção no cartão-postal - enfrentou a fúria dos adversários que, alegando crime ambiental (com direito midiático da presença da Polícia Ambiental para embargo da obra). Questões de toda natureza foi levantada. Manifestos de especialistas diziam que estava decretada a morte do açude.

Parece que as profecias "politiquinas" (neologismo mesmo) não passaram de mero exercício de inveja por não terem tido tanto amor e determinação por aquele que agonizava à nossa frente, ano após ano.

A plasticidade com que se desenvolvem as intervenções urbanísticas dão um ar de modernidade. Não são "garotas de Ipanema" que desfilam na sua orla, são as belas mulheres campo-maiorenses que dão graça ao conjunto da obra. Revitalizar é preciso. Taí o resultado. 

Não podíamos ficar na melancolia e no saudosismo das pipas e lata na cabeça da década de 60 do século XX. Estamos no século XXI e, portanto, ansiosos por mudanças e elas acontecem com Paulo Martins e Professor Ribinha.

Viva Mamede Lima, autor da primeira grande intervenção no açude, facilitando a acessibilidade à BR-343, com recursos próprios da Prefeitura de Campo Maior. Viva Carboreto, visionário e entusiasta da nova modalidade da geração saúde: criou o primeiro acesso para as caminhadas matinais e o encantamento do pôr do sol.

Falta-nos, agora, sensibilidade, educação ambiental e respeito para com o Açude Grande de Campo Maior, para que ele se torne um ponto de lazer. Que os primeiros banhistas que de forma tímida refrescam-se em suas águas (antes turvas), sejam incentivo para todos nós outros.

É um lindo estado "camaleônico", como tão bem definiu o campo-maiorense Herivelto Cordeiro.

II Olimpíada Piauiense de Língua Portuguesa é lançada na UESPI

As inscrições estão abertas de 12 de junho até 30 de julho para estudantes

A II Olimpíada Piauiense de Língua Portuguesa foi lançada na manhã desta segunda (12), na Universidade Estadual do Piauí. Com o tema “Tecendo os saberes do nosso povo”, esta edição pretende promover a reflexão sobre a produção textual, aproximando a pluralidade dos saberes do povo piauiense. O lançamento contou a presença de representantes das Instituições de Educação Públicas do estado e do município.
Representantes do Instituto Federal de Educação Tecnológica do Piauí (IFPI), Universidade Federal do Piauí (UFPI), Secretaria de educação e Cultura (SEDUC) e Secretaria Municipal de Educação (SEMEC) reafirmaram a parceria para a realização da Olimpíada. Diferente de 2016, onde apenas as escolas de Teresina foram atendidas, esta edição todos os municípios piauienses serão contemplados.
As inscrições estão abertas de 12 de junho até 30 de julho. Podem participar todos os estudantes de educação básica regularmente matriculados pela rede pública (estadual, municipal, federal) nas modalidades fundamental e EJA (6º, 7º,8º,9º anos), Ensino médio, EJA e profissionalizante ( 1º,2º e 3º anos).
O Pró-reitor da PREX, Prof. Dr. Raimundo Dutra, explicou sobre o projeto. “Todos os textos escritos pelos estudantes da educação básica pretendem fomentar uma reflexão acerca da cultura piauiense e de nossa identidade. No ano passado tivemos 700 participantes, este anos pretendemos chegar até 4 mil participantes”.
Sobre a organização, a Formadora da Olimpíada Nacional, a professora Shirley Alves, sintetizou que a parceria promove uma identidade cultural dos saberes com o povo piauiense incentivando atitudes criativas da escrita. “Ler é um exercício para a vida", concluiu.
Premiação
A premiação aborda o tema “retratos do nosso povo” nas categorias poema, crônica e artigo de opinião. Medalhas de ouro, prata e bronze serão entregues aos participantes classificados. O regulamento completo da premiação pode ser acessado clicando aqui.
Autoria: Vanderson de Paulo