quarta-feira, 13 de dezembro de 2017

SINTE-PI DIZ QUE VIOLÊNCIA CONTRA PROFESSORES AUMENTOU NOS ÚLTIMOS ANOS

Crédito da matéria: Portal O Dia
O Piauí registra cerca de 48 casos de violência nas escolas públicas por mês. É o que aponta o levantamento realizado pelo Sindicato dos Trabalhadores em Educação Básica do Piauí (Sinte/PI).
Somente em 2016, foram quase 600 casos em pouco mais de sete meses, número quatro vezes maior do que o registrado no ano de 2013, quando houve 136 ocorrências. Dentre os registros, os mais comuns são agressão física, furtos, ameaças, arrombamento, uso de drogas, apedrejamento, assaltos, entre outros. Somente nos últimos 15 dias, três casos de violências nas escolas, com agressão fí-sica a professores, foram registrados.
Um deles ocorreu semana passada, quando uma aluna agrediu fisicamente a diretora da Unidade Escolar Firmina Sobreira, na zona Norte de Teresina. O estudante teria se irritado diante das advertências acerca do fardamento inadequado. Já no começo do mês, um professor foi esfaqueado um dia depois de ter impedido uma aluna de colar em uma prova, na Escola Municipal Professora Cristina Evangelista, no bairro Três Andares, zona Sul de Teresina.
Segundo Paulina Almeida, presidente do Sinte-PI, essas situações acabam desestimulando os professores de realizarem seu trabalho e podem ocasionar a evasão escolar dos alunos, devido ao medo e a constante sensação de insegurança. Para Paulina, o poder público deve criar políticas públicas com o intuito de minimizar ou acabar com os casos de violência nas escolas.
“A nossa luta é por escola de qualidade, socialmente referenciada, e não um ambiente desse. Profissionais procuram segurança pública. Temos buscado conversar com esses profissionais e reafirmamos que repudiamos esse tipo de violência”, afirma a presidente do Sindicato.

terça-feira, 12 de dezembro de 2017

POLITICA EM DEFESA DOS DIREITOS DAS MULHERES: Ônibus Lilas na comunidade corredores

Comunidade Corredores participa de evento com o Ônibus Lilás 

A Prefeitura Municipal de Campo Maior, realizou na manhã dessa terça-feira (12 de dezembro) mais uma ação da campanha dos 16 Dias de Ativismo pelo Fim da Violência Contra as Mulheres. A ação aconteceu na Comunidade Corredores, zona rural do município.
Através da Secretaria de Assistência Social - SEMAS e da Coordenação de Política para as Mulheres, o Ônibus Lilás, foi até a comunidade Corredores para fortalecer a campanha de combate à violência contra a mulher. O ônibus provoca a união entre vários profissionais para encorajar as mulheres a fazer a denúncia de violência.
Prefeito Professor Ribinha
Para demonstrar o comprometimento da gestão no combate à violência contra a mulher, o Prefeito Professor Ribinha e a Secretária de Desenvolvimento Social, Nilzana Gomes, participaram de todo o evento que reuniu uma quantidade significativa de pessoas da região.
Para Ribinha, a questão da violência contra a mulher tem ganhado cada vez mais notoriedade no Brasil e no mundo. Com o objetivo de levar informação sobre o tema, o ônibus lilás é uma ótima ferramenta. Queremos que a mulher se sinta valorizada. A gente vê que tem solução”, pontuou em sua fala.
Secretária Nilzana Gomes
Nilzana Gomes afirmou que  "debater sobre esse assunto é fundamental, principalmente para a conscientização da população, que ainda é mal informada sobre um assunto tão grave", por isso a presença do Õnibus na localidade.
Com a articulação de várias secretarias municipais, a Semas e a Coordenação das Mulheres, contou com parceiros como a OAB e o Governo do Estado, no desenvolvimento da ação, demonstrando a importância do tema.
Coordenadora Luzia Pereira
Segundo a Assistente Social Luzia Pereira, Coordenadora de Política para as Mulheres, a atuação da Prefeitura de Campo Maior por meio da Coordenadoria, visa acolher as mulheres em situação de violência com o atendimento psicológico e demais encaminhamentos. “Todo o trabalho de acolhimento depois que a mulher faz a denúncia é importante, para que ela possa vencer os desafios”, disse.

NATAL DE CAMPO MAIOR



Começa no próximo domingo, 17 de dezembro, a maior e mais bela festa de Natal do Piauí. O Natal Campo Maior vai ocupar a Praça Valdir Fortes, às margens do Açude Grande, em uma festa de luz e cores que  promete "fazer nevar" na terra dos carnaubais. O evento, que seguirá até o dia 06 de janeiro, espera reunir mais de 20 mil famílias, movimentando a economia local, gerando emprego e oferecendo à cidade uma nova perspectiva de desenvolvimento através do turismo.

Pensado para encantar crianças e adultos, o Natal Campo Maior vem sendo planejado há dois anos e é inspirado em festas como as realizadas em Gramado (RS), Campos do Jordão (SP), Curitiba (PR), Petrópolis (RJ), que todos os anos atraem milhões de turistas do Brasil e do mundo. Desenvolvido pelo Instituto Galaxy, em parceria com a Agência Oxente, o projeto reúne uma equipe de mais de 40 pessoas que foram conhecer de perto a experiência dos grandes natais do país, trazendo para o Piauí o que há de melhor em luz e cenografia natalina.

O Natal Campo Maior terá entrada gratuita, com programação sempre a partir das 17h. Uma das grandes atrações do evento será a Casa do Papai Noel, aberta à visitação com peças em tamanho real e climatizada. Os visitantes vão se sentir no Polo Norte e poderão ainda tirar foto com o "bom velhinho". 

NEVE EM CAMPO MAIOR
No espaço de 2.000 m² do Complexo Valdir Fortes haverá ainda palco para apresentações artísticas, estandes de artesanato, praça de alimentação, fábrica de brinquedos cenográfica, túnel de luzes, presépio gigante e uma árvore de Natal com 15 metros de altura. Destaque ainda para o cenário de fotografia com neve artificial, atração que promete encantar.

Além do complexo, a orla do Açude Grande grande também vai receber iluminação especial, atraindo os turistas que passarem pela BR-343.

"Nós trouxemos o Natal clássico e toda a sua magia. Crescemos vendo o Papai Noel na televisão e em filmes que mora no Polo Norte, com muita neve. As crianças esperam isso do Natal e é isso que vamos levar para Campo Maior. Vamos fazer nevar em Campo Maior. A própria casa do Papai Noel é climatizada, para as pessoas se sentirem no frio do Polo Norte. E ainda adaptamos o regionalismo, já que o trenó do Papai Noel é puxado por garças, típicas do nosso açude grande. Além disso, o nosso baião de anjos vai tocar músicas natalinas em ritmo de forró, reforçando essa marca da nossa cultura", explica Helderlaine Eugênio, diretora-geral do Natal de Campo Maior.

O Natal de Campo Maior tem apoio do Governo do Estado, através da Coordenadoria de Comunicação e da Secretaria de Cultura, Prefeitura de Campo Maior, Secretaria de Turismo de Campo Maior, Assembleia Legislativa do Piauí, Hot Sat e 180graus.

SERVIÇO
Natal Campo Maior
Local: Complexo Valdir Fortes | Açude Grande | Às margens da BR-343
Data: 17 de dezembro de 2017
Hora: 17h

sexta-feira, 8 de dezembro de 2017

Regina Sousa em alta pelos serviços prestados aos Direitos Humanos



EM ALTA - A senadora Regina Sousa (PT-PI) foi agraciada com duas importantes homenagens nesta quinta-feira, 07, a Comenda da Ordem Piauiense do Mérito Judiciário do Trabalho, grau Grã-Cruz, durante a solenidade de comemoração dos 25 anos de instalação do Tribunal Regional do Trabalho no Estado.

Prêmio de Direitos Humanos, honraria concedida durante o Seminário Estadual de Direitos Humanos realizado pela Diretoria de Direitos Humanos(Dudh) da Sasc. A petista é a atual presidente da Comissão de Direitos Humanos no Senado Federal.

sábado, 2 de dezembro de 2017

Professor esfaqueado na sala de aula por aluna é matéria nacional

Repercutiu nos grandes veículos nacionais de comunicação a violência contra um professor em sala de aula. Proibida de continuar a prova por ter sido flagrada "pescando", uma aluna do EJA da Escola Municipal Cristina Evangelista, no Bairro Três Andares, sul de Teresina, armou-se de uma faca e tentou ferir o professor. 

A aluna após desferir um golpe de faca na mão do professor, foi contida pelos alunos, que a retiraram da sala de aula.

Segundo a Semec (Secretaria Municipal de Educação), na noite anterior, a estudante, que cursa o EJA (Educação de Jovens e Adultos), foi flagrada colando e foi proibida pelo professor de continuar a responder a prova. Insatisfeita,no dia seguinte, ela foi armada com uma faca peixeira para escola e atacou o professor dentro da sala de aula.

Os casos de violência contra docentes em sala de aula no Piauí tem crescido assustadoramente, levando a categoria a ter receio de ministrar aulas em determinadas unidades escolares, quando é visível a violência no entorno da escola.

No caso da estudantes, embora maior, teve seu nome preservado pela Secretaria de Educação, bem como o nome do docente.

A família da aluna já foi avisada que a mesma será transferida, bem como o professor, que após o episódio, ficou abalado emocionalmente, além da ameaça da aluna que afirmou que matará o professor quando o encontrar.


quinta-feira, 30 de novembro de 2017

Senzala de Pai José comemora 44 anos de espiritualidade com vasta programação



CONVITE
CENTRO DE UMBANDA SANTO ANTONIO- SENZALA DE PAI JOSÉ.
A Diretoria do Centro de Umbanda Santo Antônio - "Senzala de Pai José", tem a honra de convidar você e sua digníssima família a participarem das comemorações e obrigações em homenagem ao quadragésimo quarto aniversário de Fundação do referido Centro, a ser realizada de 07 a 13 de dezembro do corrente ano.

PROGRAMAÇÃO
DIA 07 DE DEZEMBRO- QUINTA FEIRA
Às 05:00h - levantamento do mastro da santa homenageada e alvorada.
Às 22:00h - Abertura das obrigações com Padê de Exu.

DIA 08 DE DEZEMBRO - SEXTA FEIRA
Às 20:00h - Ladainha em homenagem a Santa em Obrigação.
Às 22:00h - Grande obrigação em Homenagem a Oxum;

DIA 09 DE DEZEMBRO - SÁBADO
Às 20:00h - Ladainha em homenagem a Santa em Obrigação.
Às 22:00h Grande Obrigação em homenagem a Família de légua;

DIA 10 DE DEZEMBRO - DOMINGO
Às 20:00h - Ladainha em homenagem a Santa em Obrigação.
Às 22:00h - Grande Obrigação em homenagem a Erê;

DIA 11 DE DEZEMBRO - SEGUNDA FEIRA
Às 20:00h - Ladainha em homenagem a Santa em Obrigação.
Às 22:00h - Grande Obrigação em homenagem a Preto Velho;

DIA 12 DE DEZEMBRO - TERÇA FEIRA 
Às 20:00h - Ladainha em homenagem a Santa em Obrigação.
Às 22:00h - Grande Obrigação em homenagem a Oxóssi;

DIA 13 DE DEZEMBRO - QUARTA-FEIRA
Às 17:30h - Grande Procissão pelas principais ruas do Bairro;
Às 20:00h - Gira de Confraternização em homenagem aos Santos e Orixás da casa;
Às 00:00h - Encerramento das obrigações com preces dirigidas ao Pai Oxalá em Agradecimento pelos 44 ANOS de Espiritualidade....

Louvado seja Nosso Senhor Jesus Cristo...🕊
Agradece a Diretoria...

terça-feira, 28 de novembro de 2017

Joãozinho Félix é investigado por irregularidades no pagamento de garis

O ex-prefeito de Campo Maior Joãozinho Félix é alvo de uma investigação do Ministério Público que apura irregularidades no pagamento de garis. Segundo denúncia registrada em abril deste ano junto ao MP, o ex-prefeito pagava um valor menor do que informava na prestação de contas. 
“Informa ter o ex-prefeito municipal de Campo Maior, João Félix De Andrade Filho, em tese, contratado diversas pessoas para a função de gari, pagando-lhes valor a menor que o efetivamente empenhado e liquidado”, explica o promotor Maurício Gomes de Sousa, titular da 3ª Promotoria de Campo Maior. 
O promotor afirma que se comprovado a irregularidade, o Ministério Publico pedirá condenação do ex-prefeito pelo ato de improbidade administrativa. Ele classifica a denúncia como grave e que merece averiguação. 
Procedimentos 
Maurício Gomes requereu a Polícia Federal e a Procuradoria Geral da República da 1ª Região autos integrais de inquéritos movidos por esses órgãos contra Joãozinho Félix. O MP pede ainda informações da Delegacia Regional do Trabalho e do Tribunal de Contas do Estado. Logo após colher esses documentos e informações, o promotor pede que o ex-prefeito se manifeste sobre a denúncia.

Crédito da matéria: Portal Campo Maior em Foco

Iluminação LED que está sendo implantada em Campo Maior ganha destaque na Confederação Nacional dos Municípios


parceria público-provada (PPP) realizada pelo município de Campo Maior, que vai mudar a base da iluminação pública ao implantar lâmpadas LED em toda a rede pública do município, foi destaque em Brasília, no portal da Confederação Nacional dos Municípios. A matéria destacou a palestra ministrada em Brasília pelo prefeito de Campo Maior, professor Ribinha. Confira na íntegra o texto:
CONFEDERAÇÃO NACIONAL DOS MUNICÍOIOS
O Seminário de Consórcios e Permissões: Instrumento de Gestão Compartilhada foi retomado na tarde desta quinta-feira, 23 de novembro, com uma palestra sobre casos de Inovação na Gestão Compartilhada. O evento acontece na sede da Confederação Nacional de Municípios (CNM), em Brasília, e visa apresentar e discutir a aplicação de novas ferramentas de gestão que surgiram nos últimos anos e poderão contribuir para tornar a gestão mais eficiente.
O painel foi conduzido pelo primeiro secretário da Confederação, Eduardo Tabosa. Ele destacou a importância da inserção de mais cidades em consórcios e nas Parcerias Público-Privadas (PPPs). “Na crise é que a gente encontra os caminhos e as soluções passam pelos consórcios e pelas PPPs. O grande desafio é que eles cheguem a todos os Municípios. É preciso também que o mercado veja todo o país e não fique restrito a poucos”, defendeu.
As parcerias na iluminação pública foi o tema da apresentação do prefeito piauiense de Campo Maior, José Ribamar de Carvalho. O gestor explicou que a sua cidade aderiu a uma PPP em que permitiu a redução de custos na prestação do serviço. Segundo o gestor, a adoção de iluminação de Led foi benéfica para o fluxo direcionado da iluminação, aumento da vida útil das lâmpadas 40% a 60% e permitiu fluxo melhor direcionado na iluminação da sua cidade. “Com esse modelo pretendemos reduzir também os índices de violência, otimizar os recursos públicos e garantir um serviço mais eficiente para a população”, idealizou.

domingo, 26 de novembro de 2017

O SOLDADO “CANINANA” E A CUMBUCA DE OVOS. (por Jacob Fortes. 23.11.2017).


Numa localidade erma, encravada no vazio do semiárido brasileiro, existia uma vila conhecida originalmente por Água de Dentro. Seus habitantes, ornados por uma miséria tão coletiva quanto próspera, eram pessoas simples; viviam da terra e dela tiravam o seu sustento. Décadas depois Água de Dentro elevou-se à categoria de cidade, desta feita sob a denominação de Riacho da Aurora.  Aliás, (permita-me o breve registro), foi na capela do Riacho da Aurora que se verificou, segundo o folclorista “Leota”, a mais excêntrica manifestação de regozijo por parte de um caboclo. Ao ouvir o oficiante proclamar: “eu vos declaro marido e mulher”, o recém-casado querendo reiterar à esposa o irresistível enlevo de tê-la desposado, expressou assim seu contentamento: Zefinha, ou bom ou mau, a desgraça tá feita!
Agora que bordei esta página com essa inusitada declaração de amor, possivelmente a mais feia e mais desagradável, retomo o curso da história da cumbuca de ovos.

Pois bem, numa casinha rústica da região interiorana do Riacho da Aurora residia uma viúva, Dona Etelvina, e seu único filho, o Quincas, apelidado de Quinzin. Semanalmente, acompanhada de Quinzin, Dona Etelvina, depois de enfatiotar-se de trajes domingueiros, endereçava-se à feira do Riacho da Aurora para aprovisionar-se de mantimentos próprios da despensa cabocla. Para custear essas aquisições levava uma cumbuca contendo muitos ovos de cocar, geralmente uma gros

LEIA O TEXTO COMPLETO AQUI

Estudantes piauienses fazem bonito nos Jogos Escolares em Brasília


Na segunda-feira (20/11) os alunos piauienses que foram a Brasília disputar as modalidades individuais dos Jogos Escolares da Juventude etapa de 15 a 17 anos retornaram ao Estado com 10 medalhas, sendo três de ouro, quatro de prata e três de bronze.

As medalhas de ouro foram conquistada por Letícia Lima nos 200m e 400m rasos e Luís Fábio no arremesso de peso. Luís Fábio ainda conquistou uma medalha de prata no lançamento de peso, assim como Artêmio nos 800m rasos, Gustavo Tourinho na categoria 60kg no Judô e a Erick e Sayane Lima nas duplas mistas do Badminton. As medalhas de bronze foram conquistadas por Sayane Lima na categoria simples feminino do Badminton, Emerson Silva na categoria 50kg do Judô e Mateus Alves no Dardo.

O transporte para ida a Brasília nesta etapa foi custeado pelo Governo do Estado através da Fundação dos Esportes do Piauí (FUNDESPI) e das modalidades coletivas será custeado pela SEDUC. Para o presidente da Fundespi, o resultado conseguido até o momento nesta etapa de 15 a 17 anos mostra um grande potencial da nova geração de atletas piauienses. “Parabenizo a todos os nossos garotos e garotas que defenderam com muito amor a bandeira de nosso Estado. Você nos encheram de orgulho e emoção”, comentou.



sábado, 25 de novembro de 2017

Enquanto a caravana passa, os bodes berram

Bom e velho provérbio Árabe, certamente aqui parafraseado. Isso mesmo! 

Desacostumados a alguém pacífico e conciliador, a oposição sem um rumo ou um discurso capaz de balançar as estruturas políticas do Prefeito Professor Ribinha, tentam a todo custo desvirtuar o que de bom vem acontecendo em nosso município. 

Não foi à toa que Ribinha chegou à Prefeitura de Campo Maior. Deixou sempre em planos inferiores o ódio desferido por aqueles que não possuem uma proposta consistentes ou, que só pensam na prefeitura para benefícios pessoais, perseguição aos adversários...

A semana que passa é um bom exemplo do vigor com que Ribinha conduz a municipalidade:

Confira as ações do Professor Ribinha frente à Prefeitura de Campo Maior





Fim do imposto sindical: sindicatos começarão a sentir em março de 2018



Um alerta para as entidades sindicais do Piauí e de todo o  Brasil: elas começarão a sentir, a partir de março de 2018, o peso do fim do imposto sindical que começou a vigorar com a Reforma Trabalhista. Quem chama a atenção é a senadora Regina Sousa (PT-PI), que na manhã desta sexta-feira, 24, participou com palestrante do curso da Rede de Educadores Populares no Memorial Esperança Garcia, em Teresina.

Em vigor desde o dia 11 de novembro, a reforma trabalhista representa a primeira grande mudança para os sindicatos brasileiros em 80 anos. Segundo estudo do pesquisador André Gambier Campos, do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), o fim da contribuição obrigatória, prevista na nova legislação, representará uma queda de mais de 60% da arrecadação dos mil maiores sindicatos do país, aqueles com dez ou mais funcionários. 
A Central Única dos Trabalhadores (CUT), a maior do país, estima perda de 35% da receita com o fim do imposto sindical. "É a central menos dependente do imposto e sempre defendeu o fim da contribuição compulsória. Tem principalmente sindicatos de servidores públicos, que não descontam a contribuição compulsória, mas repassam parte das mensalidades do sindicalizados à central. Os outros sindicatos da central também repassam parte das mensalidades", observa Quintino Severo, diretor de Finanças da CUT nacional.

Regina Sousa relembrou a história de luta do movimento sindical no Piauí. "Sou fruto das oposições sindicais, no meu caso oposição ao Sindicato dos Bancários. Cartazes eram feitos de papéis que iam para o lixo no Banco do Brasil e eu recolhia", lembrou. "Não é que tenhamos saudade, mas é para vocês saberem o sacrifício que a gente já viveu. Eu me vejo voltando ao passado nas lutas porque a gente trabalhava sem ter recurso. Lembro que fomos fundar a CUT em São Paulo. Éramos cinco mil delegados num galpão, num frio de doer, e nós dormíamos no chão. Colocávamos colchonetes bem fininhos e era assim que a gente dormia, encostado um no outro pra passar o calor. E era uma alegria, uma vontade, em plena ditadura militar", contou.
A parlamentar fez algumas críticas às políticas defendidas pelo atual governo, dentre elas os cortes orçamentários, e chamou os educadores populares a participarem da luta. "É necessário tempo para o movimento. Como dizia Guimarães Rosa, o que a vida quer da gente é coragem", concluiu.

quarta-feira, 22 de novembro de 2017

Encontro de Práticas Integrativas para pacientes oncológicos


O Cras Altivo, através da Secretaria de Assistência Social e Geração de Renda (SEMAS), em parceria com a Secretaria de Saúde, câncer, realizou na segunda-feira (20/11) o  encontro de práticas Integrativas para pacientes oncológicos e seus familiares, com meditação e aplicação de Reiki.
As Práticas Integrativas auxiliam na redução do estresse, na diminuição dos efeitos colaterais do tratamento e na melhoria da qualidade de vida. Com esse objetivo, realizou-se  o encontro especial com pessoas que estão passando pelo tratamento do câncer e com seus familiares.

Conduzidos pela Terapeuta Holística Gabriela Mariano, os participantes realizaram meditação e receberam Reiki.
No evento várias pessoas deram seus depoimentos, muitíssimo inspirador de Rita Sena, que mostrou como a vida pode ser bem vivida e celebrada com grandes adversidades.


Carlos André consagra-se campeão Challenger Absoluto em Parnaíba

Foto Facebook Carlos André
O último final de semana foi de muitas vitórias de atletas campo-maiorenses, que tem demonstrado força nas competições que participam. No sábado (18.11), dois de nossos atletas (Estanislau Costa e Júlio César - 1º e 3º lugares respectivamente) mostraram determinação na Corrida Unopar-Piripiri. No domingo, foi a vez do lutador de Jiu Jitsu Carlos André sagrar-se campeão da American Challenger BJJ, na cidade de Parnaíba, trazendo mais um título para Campo Maior.

Todos os atletas, em suas páginas das redes sociais, agradeceram o apoio que o Prefeito Professor Ribinha vem dando a eles para que possam participar de importantes competições.


terça-feira, 21 de novembro de 2017

É de cortar o coração


O garotinho que ficou conhecido no começo de novembro, após pedir para receber cartões de pessoas de todo o mundo pro que seria o seu último Natal, faleceu nesta domingo (19). 
 
Vítima de Neuroblastoma - câncer que afeta principalmente as crianças até os 15 de idade -, Jacob Thompson, 9, lutava contra a doença há quatro anos. A notícia de seu falecimento foi dada pelos pais do garoto em uma rede social. 
 
O menino havia recebido o diagnóstico de apenas mais um mês de vida. A doença já estava em estado terminal, momento em que medicações já não são capazes de reverter o quadro. Para garantir que Jacob tivesse sua última comemoração de Natal, a família atencipou a data.
 
Após o falecimento da criança, os pais agradeceram a todas as pessoas que buscaram, de alguma forma, encorajar e alegrar o menino. "Cada pessoa que enviou um cartão de natal ao Jacob, um presente, uma mensagem ou vídeo do Facebook, ou uma oração fez a diferença nos últimos dias da sua vida", dizia a mensagem postada no Facebook.

Professor Ribinha: Mais uma obra na saúde para as famílias da zona rural



Mais uma obra na saúde para dar qualidade de vida à população da zona rural de Campo Maior. Desta vez foi a inauguração no último sábado, 18/11, da Unidade Básica de Saúde Felisbela Gomes de Araújo, na comunidade Água Branca.

A unidade passou por melhorias e está totalmente reformada, moderna e ampliada. O local recebeu novos equipamentos, ponto eletrônico, medicamentos e dispõe ainda de consultório médico, odontológico, enfermagem, salas de vacina, curativo, farmácia e uma sala para reuniões, palestras e capacitações.

No local trabalham os profissionais da Estratégia de Saúde da Família - (ESF) que atendem os pacientes de oito comunidades, aproximadamente 1.800 pessoas.

A solenidade contou com a presença do prefeito Professor Ribinha, da vice-prefeita, Liége Cavalcante, do secretário municipal de saúde, Marcelo Miranda, do deputado estadual Aluísio Martins, do presidente da Fundespi, Paulo Martins, vereadores, secretários municipais e de moradores da região.

Em sua fala o prefeito professor Ribinha, destacou a importância que a UBS vai proporcionar à população. “A existência desta UBS faz com que a população, possa se sentir cada vez mais valorizada, respeitada, porque de fato é mais uma unidade de saúde que entregamos com todo conforto, ambiente climatizado, equipamentos novos e o mais importante, profissionais qualificados para atender à população”, destacou Ribinha.

O secretário Marcelo Miranda falou da importância das novas Unidades Básicas de Saúde, ele destacou ainda o trabalho realizado com a humanização no atendimento e a motivação aos funcionários.


Professor Ribinha prioriza famílias rurais


O prefeito Professor Ribinha prestigiou, no último domingo, 19.11, a Assembleia Geral dos Trabalhadores Rurais de Campo Maior, onde foi definido o orçamento para 2018, onde está previsto uma arrecadação de mais de R$ 900 mil. Também foram discutidas as ações que deverão ser executadas pelo Sindicato dos Trabalhadores Rurais no próximo ano.
O prefeito reiterou a disposição do executivo municipal em está ao lado do trabalhador e em apoiar a agricultura familiar. Para tanto, o prefeito informou que já autorizou a licitação para a contratação de tratores para executar o arado de terras comprovadas que serão usadas para o cultivo de produtos da agricultura familiar em Campo Maior.
O prefeito também informou que orientou toda a sua equipe técnica a promover o incentivo a pequenos produtores a participar do processo de inclusão de produtos da agricultura familiar na merenda escolar na rede municipal de ensino, cuja chamada pública será realizada no início de 2018.
Fonte: PMCM

    domingo, 19 de novembro de 2017

    Corrida Unopar-Piripiri: Campo Maior é destaque

    Campeão: Estanislau Costa - 3º Lugar: Júlio César
    Atletas campo-maiorenses lideraram de ponta a ponta na tarde deste sábado (18 de novembro) os 5 Km de percurso da Corrida Unopar, na cidade de Piripiri.

    Estanislau Costa, subiu ao pódio como campeão e o 3º lugar ficou com Júlio César, mostrando o favoritismo dos atletas de Campo Maior.


    Para Jardelson Silva, atleta e incentivador de algumas modalidades na cidade, "várias modalidades esportivas têm tomado corpo em Campo Maior, facilitando, assim, o surgimento de novos talentos, como é o caso do jovem Estanislau".

    Em sua página no Facebook, Jardelson Silva agradeceu à "Prefeitura de Campo Maior, na pessoa do Prefeito Ribinha Carvalho; do Secretário de Finanças, César Robério Soares Monte; ao Deputado Estadual Aluísio Martins; Só Frango, na pessoa do velho Nataniel Araujo e ao Mercadão Popular na pessoa do amigo Eliseu Sousa".


    Dicas para os mais novos











    sábado, 18 de novembro de 2017

    E AINDA DIZEM QUE NÃO EXISTE PRECONCEITO RACIAL NO BRASIL

    Mulheres negras acumulam piores indicadores sociais no Brasil


    As mulheres negras acumulam os piores indicadores sociais no Brasil. Os números apontam que elas são as mais pobres, as que têm menos oportunidades, que ganham menos e vivem em uma situação de, praticamente, nenhuma mobilidade social. "As dificuldades de gênero são maiores, mas a mulher negra, em uma pirâmide social, está na base, então a dificuldade de ascender é maior", afirma a ativista e museóloga Rafaela Caroline.
    De acordo com o Disque 180, as mulheres negras representam 58,8% das vítimas em casos de violência doméstica. Elas também são 65,9% das que sofrem com a violência obstétrica, como aponta a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz). Já o Ministério da Saúde mostra que elas morrem mais em decorrência do parto: são 53,9% dos casos.
    As mulheres negras também enfrentam desigualdade no ambiente de trabalho. Segundo o IBGE, o rendimento médio delas é de R$ 800 ao mês. Já homens brancos chegam a ganhar quase o dobro: R$ 1.559.
    Para tentar resolver o problema, foi criada em 2003 a Secretaria Especial de Política para Mulheres. Desde então, o país reconhecia a necessidade de um olhar mais cuidadoso para a melhoria da qualidade de vida das mulheres negras, porém a pasta foi extinta pelo governo Temer.
    Crédito da matéria: Rede Brasil Atual

    Com 5.100 inscritos, concurso para Corpo de Bombeiros será no domingo (19)

    A maior concorrência foi registrada para candidatas do sexo feminino, com 104.8 por uma vaga.

    O Corpo de Bombeiros Militar do Piauí vai selecionar, neste domingo (19), por intermédio do Núcleo de Concursos e Promoção de Eventos (Nucepe), 110 novos integrantes para a corporação. A maior concorrência foi registrada para candidatas do sexo feminino, com 104.8 por uma vaga, enquanto que a concorrência masculina registrou uma procura de 40.5 por vaga. Ao todo, foram 5.100 candidatos inscritos no certame. A prova escrita será aplicada das 8h30 às 13h30.
    Todo o aparato de inteligência das polícias Civil e Militar do Piauí estará em alerta para assegurar tranquilidade a quem vai fazer o concurso. A segurança estará reforçada nos oito locais de aplicação de provas. Serão utilizados detectores de metais e equipamentos para detectar mensagens enviadas por telefone celular. A ordem é garantir a tranquilidade dos candidatos e a lisura do processo.
    Os portões estarão abertos para ingresso dos candidatos a partir das 7h e serão fechados rigorosamente às 8h, conforme estabelece o edital do certame. O Nucepe reforça que, quem chegar atrasado, não entra.
    A direção do Nucepe chama a atenção dos candidatos inscritos no certame para que eles observem as normas do edital, para evitar problemas. “Nós estamos tomando todos os cuidados para garantir que ninguém seja prejudicado no seu direito e o candidato deve fazer a parte dele para que tudo transcorra dentro das condições de normalidade”, pontua o presidente da banca de concursos da Uespi, Pedro Soares Junior.
    Além do Campus Torquato Neto, as provas também serão aplicadas no Liceu Piauiense, no Ifpi da zona sul, no Centro Educacional Odilon Nunes e nos colégios Eurípedes de Aguiar, Benjamin Batista, Murilo Braga e Severiano Sousa, todos na zona norte de Teresina.
    Mais informações no site nucepe.uespi.br/bombeiro2017
    Crédito da matéria: Portal do Governo do Piauí

    Adolescente se mata após ameaça de publicação de fotos íntimas e imagens do suicídio são vazadas

    Karina era aterrorizada por rapaz de 17 anos que ameaçava publicar fotos íntimas suas
    No dia 7 deste mês Karina deixou essa vida. Enforcou-se no quintal de casa e foi encontrada horas depois pela mãe. A dor que sentia, as agonias de uma adolescente marcada pelo bullying e pelo discurso de ódio de colegas da escola só foram descobertas pela família depois, quando em meio ao sofrimento se depararam com o desrespeito à imagem da jovem. Neste sábado, 10 dias depois da morte, uma passeata na cidade onde ela vivia, Nova Andradina, vai alertar sobre os riscos que  o bullyng representa.
    Karina tinha 15 anos quando se foi, mas para a família, que agora tenta entender tudo que aconteceu, o sofrimento da menina começou um ano antes, quando conheceu um rapaz, na época com 17 anos. Do relacionamento, a adolescente viu a intimidade exposta, contada de boca em boca pelas pessoas com quem convivia diariamente. Viveu o fantasma do vazamento de fotos, em temos de propagação instantânea pelas redes sociais.
    A menina estudava na Escola Nair Palácio de Souza, em Nova Andradina - a 300 quilômetros de Campo Grande, e de tarde fazia curso técnico em administração. Vivia entre a casa do pai e da mãe, que são separados.
    “Há uns dois meses atrás ela me perguntou se achava que ela era vagabunda. Me contou que não era mais virgem, falei que isso era normal e aí soube que esse rapaz tinha espalhado o fato. Mas não sabia de foto, isso só descobrimos depois, quando ela morreu”, contou o pai de Karina, o bacharel em direito Aparecido de Souza Oliveira, de 47 anos.
    Os sinais da jovem de que algo não estava bem eram mínimos segundo o pai, e só começaram a de fato aparecer nos últimos dias. “Há 20 dias mais ou menos fui chamado na escola, me falaram que ela havia tomado remédio na casa de uma amiga, eu não sabia que remédio era esse. Ela me contou que não queria mais morar aqui, que queria sair da escola”, lembra Aparecido.
    Foi só depois da morte de Karina que os pais descobriram a proporção do que a menina sofria. Mesmo depois de algo tão trágico quanto o suicídio, mensagens de ódio passaram a circular nas redes sociais, colegas de escola afirmando que a morte não mudariam o fato de não gostarem da menina, a chamando de “cão”. Críticas sobre o cabelo crespo, que ela costumava alisar, sobre o jeito da adolescente chegaram ao conhecimento dos pais.

    Mais de 1,5 milhão de pessoas farão o Encceja neste domingo em todo o país

       Mais de 1,5 milhão de pessoas que ainda não concluíram os cursos do ensino fundamental e médio terão neste domingo (19) mais uma oportunidade de atingir esse objetivo. O Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos (Encceja) 2017 será realizado em 564 municípios de todos os estados. De acordo com o Ministério da Educação, este ano serão 301.583 participantes do ensino fundamental e 1.272.279 do ensino médio. 
      No Piauí, 14.456 candidatos estão inscritos para fazer a avaliação nos municípios de Parnaíba, Picos, Floriano e Teresina. A avaliação serve para obtenção do certificado do ensino fundamental e/ou de ensino médio.
         O exame será aplicado em dois turnos. De manhã, os portões serão abertos às 8h e fechados às 8h45, os testes começam às 9h e terminam às 13h, no horário de Brasília. Os candidatos do ensino fundamental farão provas de ciências naturais, história e geografia. Para o ensino médio, as provas serão de ciências da natureza e suas tecnologias,além de ciências humanas e suas tecnologias.
         No turno da tarde, os portões abrirão às 14h e fecharão às 15h15. O exame começa às 15h30 e vai até as 20h30. Os candidatos do ensino fundamental farão as provas de língua portuguesa, língua estrangeira moderna, artes, educação física, matemática e redação. Para o ensino médio, haverá os testes de linguagens e códigos e suas tecnologias, redação e matemática e suas tecnologias.
        De acordo com o MEC, as provas objetivas terão, cada uma, 30 questões de múltipla escolha. “Para obter o certificado ou a declaração de proficiência, o participante deve fazer, no mínimo, 100 dos 200 pontos possíveis em cada uma das áreas de conhecimento”.

    sexta-feira, 17 de novembro de 2017

    Audiência Pública discute preço do gás de cozinha em Campo Maior

    A alta no preço do gás de cozinha foi discutida durante audiência pública na Câmara Municipal de Campo Maior nesta sexta-feira (17/11). Vereadores, PROCON e representantes de associações buscaram justificativas para o valor elevado e formas de reduzir o preço do produto revendido no município.

    “Essa é uma forma de discutirmos o preço do gás. Fiz um levantamento e em todas as outras cidades o preço é menor. Esperantina e Barras são mais distantes e o preço é R$ 10,00 mais barato que Campo Maior. Em que o preço é baseado? Por que o gás em Campo Maior é tão caro?”, questionou o vereador Geraldo Paz, propositor da audiência.

    Os vereadores lamentaram a ausência de representantes do Ministério Público e dos proprietários das revendedoras locais. “O Ministério Público e os donos de revendedoras são partes interessadas nisso. Foram convidados, mas deixaram de comparecer. A audiência poderia ter sido bem mais proveitosa com a presença deles” disse Fernando Miranda, presidente da Câmara.

    Rondnney Oliveira, coordenador do PROCON, afirmou que o órgão se compromete a requerer informações com as revendedoras e fiscalizar o preço cobrado. “Campo Maior só não é mais caro que Oeiras. Vamos requerer as notas fiscais de quanto eles estão comprando e que apresentem uma planilha dos cursos para vermos se existe ou não uma cobrança abusiva no preço em Campo Maior”, prometeu.

    O gás de cozinha é revendido em quatro distribuidoras do município por R$ 83,00. O vereador Hamilton Segundo se mostrou preocupado com a suspeita de combinação de preço. Daniel Soares lembrou o prejuízo para o setor de restaurantes. Luis Lima e Sena Rosa comemoraram o posicionamento do PROCON em buscar esclarecimentos.

    Ascom Câmara de Campo Maior