segunda-feira, 16 de outubro de 2017

Campo Maior sediou a etapa da Seletiva da Volta da Cajuína 2017



Neste sábado (14) Campo Maior sediou a última etapa da seletiva da Volta da Cajuína 2017. A corrida teve cerca de 100 competidores entre homens e mulheres. Nenhum atleta de Campo Maior ou da região dos carnaubais conseguiram cruzar a linha de chegada entre os três primeiros colocados geral, mas os quatro campo-maiorenses que tiveram melhor colocação foram classificados.

No masculino os classificados foram Genival Machado e Stanislau da Costa e no feminino, Rosa Maria da Silva Correia e Isabela Francisca Monteiro de Araújo. Os quatro estão automaticamente classificados para a Volta da Cajuína em Teresina (PI) no próximo domingo (22/10) e se vencerem a prova ganharão vaga para disputar a Corrida de São Silvestre em São Paulo no final do ano.

Presidente da Fundespi Paulo Martins fala aos participantes
A corrida da Volta da Cajuína é organizada pela Fundação de Esportes do Piauí e tem como presidente o ex-prefeito de Campo Maior, Paulo Martins que esteve presente na entrega da premiação onde parabenizou os atletas participantes e desejou sorte aos classificados. O Deputado Estadual Aluísio Martins, o Secretário de Trânsito, Major Paz e o Diretor de Esportes de Campo Maior, Junior Martins também participaram da entrega da premiação.

A corrida saiu do Espaço Aucam Zico Martins, percorreu as Avenidas Demerval Lobão, Surubim, Santo Antônio e chegou novamente na Aucam. O percurso foi de 6 km e o primeiro atleta que cruzou a linha de chegada conseguiu a marca de 18 minutos.
Quem não conseguiu classificação poderá se inscrever a partir da meia noite de terça-feira (17) no site www.xcrono.com.br.


sexta-feira, 13 de outubro de 2017

Cartão de Confirmação do ENEM 2017 sai dia 20 de outubro

O Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais, disponibilizará no seu site, no próximo dia 20 de outubro os cartões de confirmação para mais de 6,7 milhões de estudantes.

Para conferir o documento, os inscritos devem acessar a Página do Participante, com o número do CPF e a senha de cadastro. Quem perdeu a palavra-chave, deve seguir o passo a passo para recuperá-la. Para tanto, vai precisar fornecer o e-mail cadastrado para o qual será enviada a nova senha.

Caso o participante não se lembrar da senha ou do e-mail para confirmação, basta ir à página do Enem para conseguir uma senha temporária ou alterar seu dados cadastrais.

Com o cartão, o candidato tem acesso a informações como o número de inscrição, a data das provas, o local onde será realizada e os horários (abertura dos portões às 12h, fechamento às 13h e início dos testes às 13h30, todos tendo como referência o horário de Brasília). Nele também é informado se o estudante pediu atendimento especializado ou específico e a opção de língua estrangeira – inglês ou espanhol.

quinta-feira, 12 de outubro de 2017

12 de outubro: dia mundial da visão



Este dia foi instituído pela Organização Mundial da Saúde (OMS) é celebrado na segunda quinta feira de outubro, a data tem como objetivo chamar atenção à necessidade de cuidar da nossa visão.

Segundo a OMS, a cada dez casos de perda de visão no mundo, oito poderiam ter sido evitados caso fossem detectados precocemente com visitas periódicas ao oftalmologista. No Brasil são 6,5 milhões de casos de pessoas com deficiência visual e muitos poderiam ter sido evitados.

Para o melhor cuidado com a visão é recomendado que a primeira consulta ocorra entre 4 e seis semanas de vida, com a realização do Teste do Olhinho. Ao completar o primeiro ano, nova avaliação e em seguida no início da escolarização, aos 4 anos, para a detecção de possíveis vícios de de refração (miopia, hipermetropia e astigmatismo) que muitas vezes passam despercebidos por serem monoculares .

Algumas doenças que podem ser detectadas através do teste do olhinho:

🔸 Retinopatia da prematuridade
🔸 Glaucoma congênito
🔸 Catarata congênita
🔸 Toxoplasmose congênita
🔸 Retinoblastoma.
Doenças mais comuns na adolescência e vida adulta:

🔸Erros de refração
🔸Ceratocone
🔸 Catarata
🔸 Glaucoma
🔸 Retinopatia diabética
🔸 Degeneração macular relacionada à idade (DMRI)
A boa notícia é que grande parte dessas doenças têm prevenção e tratamento! O diagnóstico precoce e a conscientização da população podem evitar o crescimento dos casos de cegueira no mundo.

Por isso, o acesso ao atendimento médico oftalmológico é decisivo para alterar as condições da nossa saúde ocular.

Consultas devem começar na infância

O desenvolvimento da visão da criança ocorre até os sete anos de idade. Mas, caso exista algum problema que não seja corrigido com óculos, a visão pode não se desenvolver 100%, ocasionando a ambliopia, conhecida popularmente como olho preguiçoso. É preciso ter muita atenção, pois, algumas vezes, apenas um dos olhos pode ter um grau mais elevado e o outro enxergar bem, e isso pode passar despercebido pelos pais.

Saúde ocular

O acompanhamento oftalmológico regular é fundamental para evitar doenças e dificuldades de visão, mas algumas atitudes diárias também são importantes para evitar infecções, alergias ou perfurações que podem danificar a visão.

Começa hoje o maior festival gastronômico do Piauí


O Sabor Maior, festival gastronômico da culinária campo-maiorense, em sua VII edição tem todos os ingredientes para se tornar o maior do Piauí.

Nessa edição, que começa às 18 horas dessa quinta-feira, 12 de outubro e vai até o dia 14, muitas novidades foram adicionadas para atender ao turista, não só na culinária, mas em outras áreas como turismo e entretenimento. 

Cartões postais mostram o "glamour" de Campo Maior
O "Passaporte do Sabor" é uma dessas inovações. Através dele, visitantes e turista poderão conhecer os principais pontos turísticos de Campo Maior totalmente de graça, além de brindes que serão distribuídos durante o evento, na compra de um produto artesanal ou um prato do festival. Comandado pela Secretária de Desenvolvimento Social, Nilzana Gomes, foi realizado um trabalho de planejamento e treinamento com todas as pessoas envolvidas para que o festival se torne grandioso e um dos maiores do nordeste brasileiro.

Os restaurantes que participam do circuito da gastronomia estiveram reunidos com o Prefeito Professor Ribinha para tratarem da dinâmica do atendimento diferenciado durante todo o festival. Serão 13 pratos que concorrerão logo mais as 18 horas. Concorrem: Hawaí Grill, Mistura Fina, Churrascaria o Cervejão, Churrascaria o Neto, Churrascaria o Doca, Capote do Macedo e Churrascaria Carnaúba, cada um com um prato especial que serão julgados com a presença do Governador Wellington Dias, no Hotel Pousada do Lago.

Várias lanchonetes também concorrem à premiação do 7º Sabor Maior, como forma de fortalecer a gastronomia campo-maiorense, como: Bis Dogão, Sammya Buffet, The Best Açaí, Toca do Lanche, Espaço Nutri, Estação Creparia.

Prefeito Professor Ribinha
Um intenso trabalho de divulgação na imprensa local e estadual, o Prefeito Professor Ribinha procurou mostrar para o Piauí a importância sócio-econômica do Sabor Maior e o que a cidade preparou para receber visitantes e turistas.

Espera-se um público recorde durante os três dias na Praça de Eventos Waldir Fortes, local onde se realizá o evento, que conta com a participação grandes nomes da música brasielira, regional e local.






terça-feira, 10 de outubro de 2017

Questões de gênero ainda vão dar muito o que falar...

Professora proíbe alunos de escreverem sobre a personagem Ivan


O drama do personagem Ivan (Carol Duarte), que se descobre transgênero e resolve passar pela transição na novela A Força do Querer, acendeu o debate a respeito do assunto na sociedade. Porém, os mais conservadores insistem em condenar a situação e o pior, tentam vetar a reflexão de outros.
Como é o caso de uma professora no Rio de Janeiro. De acordo com a coluna, Gente Boa, do jornal O Globo, ela proibiu os seus alunos, do sexto ano de uma escola no Leblon, de escreverem uma redação com a personagem do folhetim de Gloria Perez como tema. O mais contraditório é que a atividade tinha como proposta falar sobre justamente os assuntos abordados na trama.

Educador, o que é "escola sem partido"?

Foto: Organics New Brasil


Tema polêmico, a discussão sobre "escola sem partido", articulação da extrema direita para desestabilizar as discussões sobre o enfrentamento às desigualdades sociais, ainda vai dar muito "pano para as mangas".

Vários estudioso da educação acham um verdadeiro absurdo o Artigo 3º do Projeto de Lei (PL) 867/2015, segundo o qual “são vedadas, em sala de aula, a prática de doutrinação política e ideológica bem como a veiculação de conteúdos ou a realização de atividades que possam estar em conflito com as convicções religiosas ou morais dos pais ou responsáveis pelos estudantes”.

Trazemos aqui uma interessante reflexão:

Regina abre exposição Mulheres Negras no Senado Federal


Senadora Regina Sousa - Foto: Ana Volpe
“O espaço da mulher já é pequeno. Da mulher negra, é menor ainda”. Assim a senadora Regina Sousa (PT-PI) definiu a importância de se abrirem espaços para alertar contra o racismo e o preconceito racial na sociedade e em todas as instâncias de poder. A exposição Mulheres Negras no Parlamento, que foi oficialmente aberta nesta segunda-feira (09), no Senado Federal, é um desses espaços.

As fotografias trazem imagens de mulheres que trabalham no Senado e se autodeclaram pretas ou pardas. Elas se inscreveram para participar e foram fotografadas por profissionais da Casa e também por amadores. A senadora Regina posou para a fotógrafa Ana Volpe.

Dois grandes painéis ladeiam a exposição. Neles, um texto da senadora Regina: “Celebrar nossa negritude, fortalecer nossas organizações, construir estratégias para superar os preconceitos inventados, construídos e reforçados apenas para perpetuar as desigualdades e a nossa exploração. Saber que cada mulher negra - seja doutora, operária, assessora ou senadora – ela não é totalmente livre enquanto em qualquer lugar do mundo houver outra mulher negra presa nas cadeias do racismo que levam à fome, à dominação e a diversas outras formas de violência. Porque, em qualquer lugar do mundo, a corrente que nos prende é a mesma, só muda a língua falada pelo opressor.

A gestora do Programa Pró-Equidade de Gênero e Raça, Maria Terezinha Nunes, explica que o objetivo maior do projeto é homenagear as mulheres negras e seu trabalho no Senado.

Trinta e cinco mulheres se inscreveram. Entre elas, 3 jovens aprendizes, 12 funcionárias terceirizadas, 4 estagiárias, 6 seis servidoras efetivas, 9 comissionadas e uma parlamentar, a senadora Regina Sousa.

Ao falar na abertura da exposição, a senadora lembrou a dificuldade de abrir espaços para falar em igualdade racial. Lembrou que, quando professora, chegou a ser punida por se recusar a trabalhar com seus alunos um texto onde o racismo era explícito. O texto falava sobre um menino branco que ia passar as férias no campo e brincar com um menino que, “apesar de negro, era muito bonzinho”. Regina se indignou e não repassou o texto para seus alunos. “Eu era rebelde desde sempre e fui punida com a transferência de escola”, relatou.

As fotos já estavam disponíveis na internet do Senado (https://intranet.senado.leg.br/noticias/galerias/mulheres-negras-no-senado-federal) e são também uma homenagem ao Dia Nacional de Tereza de Benguela e da Mulher Negra, instituído pela Lei 12.987/2014, que  homenageia a líder quilombola Tereza de Benguela, que lutou contra a escravidão.

Passaporte do Sabor


Sabor Maior 2017
Passaporte do Sabor
A Secretária de Assistência Social, Nilzana Gomes, fez a a apresentação do Passaporte do Sabor para imprensa nessa manhã (09 outubro ) e na oportunidade tirou dúvidas e esclareceu a dinâmica do evento durante os três dias.
Adquira seu Passaporte!
Se inscreva no roteiro turístico!
Compre um Artesanato
Compre um prato do Sabor Maior
Ganhe brindes do evento.

Estamos de volta


Depois de algum tempo sem atividades no nosso blog, retornamos com as principais informações sobre Campo Maior, educação e política.
Temos tido a preocupação em tornar visível as principais notícias dessas áreas por entendermos que a grande imprensa está preocupada em divulgar informações de violência ou o que apraz à sua manutenção.
Sinta-se à vontade.


segunda-feira, 28 de agosto de 2017

Violência pode estar novamente no tema da redação ENEM 2017

Olá,

No momento que retornamos a oferecer às nossas leitoras e leitores, aproveitamos para fazer um pouco de reflexão sobre a possibilidade de alguns temas na Redação ENEM 2017. Sistematicamente, alertamos em nossas aulas da possibilidade da violência ser mais uma vez a reflexão do exame.

Vários sites que trazem postagens sobre o Enem dão esse tema como possível. Em 2015, o Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) trouxe à tona em sua proposta de redação uma problemática bastante pungente em nossa sociedade: o aumento dos casos de violência contra a mulher. Na última década, o #Governo já havia tomado algumas atitudes com relação ao tema, tais como a criação de um disque denúncia, uma delegacia da mulher e a própria instituição da Lei Maria da Penha. Porém, as estatísticas com relação às incidências de feminicídio, violência física e moral apenas aumentaram. 

Em 2016, foi a vez de duas temáticas surgirem, já que foram realizados dois exames, devido a algumas escolas públicas estarem em manifestação. Os preconceitos religioso e racial subiram ao palco do exame como problemas que nos levam à violência da intolerância. A especulação de que novamente o tema possa estar no cenário da violência vem do fato de uma análise sóbria a respeito das estatísticas anuais. Em sua coletânea de textos que servirão de apoio ao candidato, é uma tradição do #ENEM trazer uma série de informações numéricas que denotam uma realidade mais enfática do problema que está sendo abordado. Quando os números reveladores de um fator negativo à sociedade revelam um aumento, soa um alarme aos elaboradores da prova.

Existe na prova de redação um critério de análise obrigatório há mais de 10 anos, a criação de uma proposta de intervenção social para o problema apresentado, em que o candidato deverá apresentar soluções cabíveis para sanar ou até solucionar o problema.

Senadora Regina recebe homenagens e pede a implantação da cultura de paz no Brasil


No final de semana a senadora Regina Sousa (PT) visitou quatro municípios da região norte do Piauí e recebeu o apoio, carinho, solidariedade e homenagens dos moradores e de companheiros do partido. E ela pediu a todos que usem as redes sociais para o bem e implantem a cultura de paz no Brasil, pois o racismo e o preconceito estão crescendo e as pessoas usam as redes sociais para disseminar o ódio às chamadas minorias sociais.
Em Piripiri, a 160km de Teresina, a parlamentar recebeu homenagem de um grupo de mulheres da Federação das Associações de Moradores e Conselhos Comunitários (Famcc) que entregou flores, elogiou a luta em prol das minorias sociais e pediu apoio para a conclusão do Residencial Antônia Flor, cujas obras estão paradas. O empreendimento vai beneficiar 300 famílias.
Os quilombolas também agradeceram a senadora pelo apoio. O Grupo Dandara apresentou a dança “Sorriso Negro”. As meninas fazem parte da comunidade Sussuapara que juntamente com Marinheiro e Vaquejador receberam a certificação de remanescentes quilombolas pela Fundação Palmares. Esse reconhecimento vai facilitar o acesso às políticas públicas pelas famílias das três comunidades de Piripiri.
A professora Maria das Dores fez uma homenagem diferente à senadora. Ela e mais 12 pessoas de categorias e comunidades diversas entregaram um coco babaçu, lembrando que a parlamentar foi quebradeira de coco. A professora disse que a palmeira é um símbolo de resistência, assim como a senadora que representa a todos por sua coragem e luta em favor dos trabalhadores.
Regina Sousa agradeceu as homenagens, carinho, apoio e a solidariedade. “ O que me segura é isso, o apoio que tenho. Não vou mudar o meu jeito de ser.” Em todos os municípios em que visitou em dois dias, a parlamentar recebeu palavras de apoio e de carinho de várias pessoas. A parlamentar tem recebido apoio de parlamentares de oposição. “Solidariedade me fortalece. Não se pode perder a coragem”.
A parlamentar pediu que todos implantem uma cultura de paz, usando as redes sociais para disseminar a paz. “As redes sociais podem ser usadas para o bem e para o mal.” Disse que as pessoas estão usando as redes sociais para disseminar o ódio e que o racismo e o preconceito estão aumentando. “As pessoas não têm mais vergonha de dizerem que são racistas.” E citou o caso da miss Brasil, Monalysa Alcântara que foi atacada por ser negra, piauiense e politizada.” As pessoas esperavam que ela fosse apenas uma mulher bonita e com frases feitas, mas ela se mostrou politizada e luta pelo empoderamento da mulher. E isso muitos não aceitam.”
O apoio é por causa das ofensas feitas por uma bloqueira no ano passado durante a votação que impediu a ex-presidenta Dilma Rousseff de continuar governando. A blogueira xingou a senadora e uma decisão da Justiça havia retirado o vídeo do YouTube, mas na semana passada desembargadores do Tribunal de Justiça do Distrito Federal resolveram manter o vídeo alegando liberdade de imprensa.
Senadora Regina Sousa esteve ainda em Pedro II, Milton Brandão e Domingos Mourão para falar sobre a atual conjuntura e os efeitos das reformas trabalhista, já aprovada no Congresso Nacional; política, em discussão na Câmara dos Deputados e a previdenciária que ainda será discutida pelos deputados federais este ano.

terça-feira, 8 de agosto de 2017

Câmara comemora os 255 anos de Campo Maior com sessão solene


A Câmara Municipal de Campo Maior se reuniu na manhã desta terça-feira (08/08) para comemorar os 255 anos do poder legislativo municipal e da emancipação política da cidade. O plenário recebeu autoridades, representantes de vários setores da sociedade e a população. Essa é a primeira vez que a solenidade em homenagem a Campo Maior é realizada na Câmara.
A sessão foi marcada por discursos que enalteceram as virtudes humanas dos campo-maiorenses, as belezas naturais e gastronômicas do município. A cultura local foi representada através da poesia de Jesus Andrade. A história da Câmara Municipal foi relembrada como importante para o desenvolvimento da cidade durante dois séculos e meio.
O deputado estadual Aluísio Martins se disse honrado por ser um campomaiorense e destacou o status que o município possui no cenário nacional. A vice-prefeita Liége Cavalcante pediu alertou a responsabilidade que o legislativo possui para o crescimento da cidade. Já o prefeito Professor Ribinha pontuou a harmonia entre os poderes.
“Não é qualquer cidade que completa 255 anos de emancipação política. Sou muito grato a população de Campo Maior por ser prefeito num momento tão sublime para nossa gente. É gratificante comemorar 255 anos de nossa cidade em harmonia com o legislativo e trabalhando juntos para o bem do povo”, falou o prefeito.
Na tribuna, o presidente da Câmara, vereador Fernando Miranda lembrou o papel dos vereadores ao longo dos anos. “Esta legislativo é descrito acertadamente como ‘a casa do povo’. É aqui onde apresentamos as demandas de nossa população. Fiscalizamos e apresentamos melhorias. O executivo nada pode fazer sem o aval dessa casa”.
“Campo Maior se consolidou como uma das cidades mais importantes desse Estado. Campo Maior espalha pelo Brasil filhos seus que se destacam nas diversas áreas do conhecimento humano, como na medicina, no direito, na vida militar e na comunicação”, engrandeceu Fernando Miranda.
Primeira sessão
O presidente do legislativo - que apresentou um projeto de lei para a realização da sessão todo dia 8 de agosto – comemorou. “Sempre a Câmara era esquecida nas comemorações do aniversário da cidade. Agora aprovamos essa lei que resgata a importância dessa casa na história do município. Até porque Campo Maior só se tornou cidade quando se deu a instalação da Câmara”.
Na solenidade, foi apresentado o projeto do livro “Câmara de Campo Maior: 255 anos de história” e o lançamento das transmissões ao vivo dos trabalhos da casa na Web Rádio e Web Tv e do portal do legislativo municipal.

Fonte: Ascom Câmara de Campo Maior  

Enem: palavras que você fala, mas não pode usar na redação

Usar palavras da linguagem oral na prova duas vezes pode tirar pontos da sua nota


Aproxima-se o grande dia para mais de 7 milhões de brasileiras e brasileiros que farão o Enem. A maioria dos estudantes farão a prova pela primeira vez; outros já são veteranos. Um ou outro, todos devem lembrar de alguns pontos que são fundamentais para que se possa pontuar bem na redação: os traços da oralidade que devem ser evitados quando da produção do texto.

É comum nos textos de alunos do ensino médio a inadequação de termos das conversas cotidianas que se tem nas esquinas da vida. Caracteriza-se, utilizado por duas vezes, inadequado, o que traz a perda de pontos significativos na Competência I.

Às vezes o aluno crer está conversando com alguém. Sendo o foco da dissertação a informação, o conteúdo, por isso, deve-se prestar muita atenção nesse ponto. É muito comum comum se encontrar construções como se o produtor do texto estivesse dando ou conselho, perdendo, portanto, sua objetividade.

As cartilhas do participante da prova do Enem, divulgadas todos os anos pelo Inep, dão pistas, mas não aprofundam a abordagem ou os exemplos. Elas sugerem evitar a repetição de alguns termos, pois essa repetição é que tipifica uma conversa – quando a pessoa encadeia ideias em frases curtas, sem muita preocupação de coesão e adequação de sentido da palavra no conjunto. As cartilhas exemplificam com e”, “aí”, “daí e então”, instruindo os candidatos a usar palavras mais formais. 

Algumas interjeições que são típicas da fala, como: heinohahpoxapuxa, putz e outras, devem passar longe do texto. Sem esquecer aqui o uso de certas contrações, tão comuns da fala e que se insiste em por, como são as numa que já gerou até a gíria numas. Com certeza evite pra (em lugar de para), tá (em vez de está),  (de não é), puro exercício da linguagem oral.

Outro termo que se abusa dele, o e, repetidas vezes, também pode ser oralidade. Como e é principalmente usado como conjunção, deve preferencialmente ligar períodos, não frases estanques. Usar uma vez tudo bem, mas pode ser considerado oralidade iniciar duas ou três frases com ele.


segunda-feira, 7 de agosto de 2017

Inteligência Emocional para o ENEM


Líderes elogiam primeiro semestre de trabalho da Câmara de Campo Maio


Vereadores de Campo Maior

A Câmara Municipal de Campo Maior está cada vez mais perto da sociedade, moderna, transparente e participativa. No primeiro semestre à frente do poder legislativo, o vereador Fernando Miranda tornou tudo isso em realidade. Já é possível perceber o trabalho surtindo efeitos positivos. A casa respira um ar de renovação.

O vereador Edvaldo Lima, líder da bancada de situação, é o parlamentar com mais tempo de mandato. Ele avalia a atual legislatura como a melhor dos últimos 30 anos. “Fico muito feliz em ver uma Câmara Municipal unida pelo bem do povo de Campo Maior. Tenho dificuldade em lembrar de uma legislatura que tenha se empenhado tanto pra melhorar a vida do povo”, diz.

Vereador Hamilton Segundo - Líder da oposição
O líder da bancada de oposição, vereador Hamilton Segundo, destaca que a valorização do trabalho dos parlamentares e a transparência do legislativo são pontos altos do primeiro semestre de trabalho. “A Câmara de Campo Maior tem 255 anos de existência. Nesse período a Câmara teve um papel fundamental no município”, reconhece. “O trabalho que nosso presidente tem realizado é um caminho que não devemos mais abortar. Nós temos que seguir nesse caminho de valorizar os vereadores e a casa do povo.”.

O presidente Fernando Miranda explica que o trabalho à frente da mesa diretora é feito com imparcialidade e tem objetivo de facilitar o trabalho dos vereadores e, consequentemente, beneficiar a população “Nós temos uma missão nessa casa: trabalhar pelo povo. Para isso precisamos dar condições aos vereadores, ter um prédio físico agradável para receber nossa população, transporte para facilitar às visitas as comunidades, dar visibilidade ao que está sendo feito por eles”, resume.

Segundo semestre
Para o segundo semestre deste ano, a Câmara programa a formação de uma comissão especial para modernização do regimento interno do legislativo e lei orgânica do município, lançamento de livro com a história dos 255 anos da Câmara Municipal, novo portal da transparência e transmissões ao vivo das sessões pela Web Tv Câmara.  

sexta-feira, 4 de agosto de 2017

Paulo Martins diz que modelo do futebol piauiense é ‘predador’ e busca solução



Atualmente o Piauí possui 16 times profissionais, destes apenas sete participam dos campeonatos oficiais, sendo que apenas dois estão com suas documentações regularizadas. Nenhum deles possui escolinhas de base, portanto não revelam jogadores e com isso não conseguem obter evolução em suas receitas com a venda de atletas, por exemplo, ficando endividado ao final das competições.

Para fugir do endividamento, as equipes acabam pedindo socorro ao poder publico. Porém “o recurso investido nestes clubes não traz nenhum retorno para o Estados e municípios, já que não há crescimento dos clubes e muito menos do futebol piauiense”, argumenta Paulo Martins que preside a Fundação dos Esportes do Piauí (FUNDESPI). Ele caracteriza esse modelo de futebol praticado no Piauí como ‘predador’, pois leva os clubes a falência e ainda onera os cofres públicos onde não gera nenhum retorno para o Estado. “Esse modelo de futebol profissional predador não deixa nada para o Estado, não revela ninguém”, afirma.

O presidente revelou que está buscando uma solução para mudar essa realidade e para isso já realizou reuniões com a Federação de Futebol do Piauí e representantes de clubes. Para ele, uma das saídas é criar escolinhas de base nos clubes. “Tem que ter base, escolinhas, dá oportunidade para que os jovens possam se apresentar no profissional e isso criará musculatura para os times no futuro”, destacou.

SAAE entrega novas motocicletas como reforço para a frota da autarquia


         

O Serviço Autônomo de Água e Esgoto de Campo Maior recebeu oficialmente nesta quarta-feira (02/08), das mãos do prefeito José Ribamar de Carvalho e do diretor do SAAE João Lima, 04 novas motocicletas que servirão como reforço para a frota da autarquia.

        Dentre os trabalhos que serão realizados com as novas motocicletas: serviços em hidrômetros, ligações de água, leitura, monitoramento e controle  do abastecimento de água, entre outros.
João Lima lembrou que a aquisição própria da autarquia municipal faz parte das ações do plano estratégico elaborado pelos servidores, como aparelhamento de equipamentos, máquinas, móveis e reformas. “O objetivo é buscar cada vez mais a eficiência dos serviços no atendimento da população, por isso a necessidade do investimento, que auxiliarão equipes do SAAE, na execução de diversos trabalhos”, enfatizou o diretor.
O prefeito falou da importância e do desafio que o SAAE tem de fazer um trabalho de conscientização e ao mesmo tempo prestar um serviço de qualidade. Em sua fala, Ribinha destacou que se sente privilegiado por nesse momento que Campo Maior completa 255 anos, um professor de família simples, vindo do interior, estar hoje prefeito, é raro acontecer, mais todos os dias, ele se alimenta de responsabilidade e vontade de fazer Campo Maior crescer, e dispostos a trabalhar sempre. 
"Precisamos trabalhar com planejamento, com metas, a organização é fundamental para o diferencial de uma gestão e o SAAE tem mostrado isso em índices, dados e números, o quanto o serviço do abastecimento de água tem melhorado e precisamos melhorar ainda mais", finalizou o Prefeito Profesor Ribinha. 

quinta-feira, 20 de julho de 2017

Templos da cultura






Desde as mais antigas conhecidas como a de Assurbanipal datada do VII século antes de cristo, até a maior biblioteca do Mundo em nossos dias, a biblioteca do congresso dos Estados Unidos , seu principal objetivo é guardar e disseminar as gerações posteriores todo o conhecimento adquirido pela humanidade tornando-se polo disseminador de cultura.

A Biblioteca João Alves Filho, do Senac Campo Maior, está de portas abertas para cumprir seu legado a toda sociedade Campo-maiorense, com um ambiente confortável, climatizado e dispondo de internet banda larga. A biblioteca do Senac Campo Maior possui um acervo invejável, que vai desde literatura para profissionalização, até publicações de nível acadêmico, objetivando atender as necessidades literárias de toda Campo Maior e região.


Venha nos fazer uma visita e conhecer nosso acervo, das 12:00 as 21:00 de segunda a sexta.



terça-feira, 11 de julho de 2017

Câmara Muniocipal de Campo Maior realiza Audiẽncia Pública sobre transportes de passageiros


A Câmara Municipal de Campo Maior realizou na manhã desta segunda-feira (10/07) uma Audiência Pública para discutir irregularidade no transporte de passageiros no município. O encontro reuniu vereadores, representantes de cooperativas, proprietários de transportes, Secretaria Estadual de Transportes e a Secretaria Municipal de Trânsito.


O vereador Neto dos Corredores, autor do requerimento de audiência, explicou que passageiros e motoristas estão sendo prejudicados com ação da Secretaria Estadual de Transporte. “Os carros se regularizam, a prefeitura emite os alvarás e a secretaria estadual emite uma ordem de apreender os carros dizendo que eles são ilegais, sendo que eles têm autorização do município para rodarem”, justificou. 


O advogado Helder Moraes, representante da Secretaria de Transporte, afirmou que aconteceu um caso isolado de apreensão de carros devido uma falha de comunicação entre os órgãos. Segundo ele, passageiros denunciaram o transporte e pediram uma fiscalização. A secretaria emitiu uma ordem ao Batalhão de Polícia Rodoviária do Piauí para realizar apreensões e os policiais desconheceram o alvará.


“Houve uma solicitação de usuários para que fosse realizada a fiscalização em Campo Maior. Emitimos uma ordem de serviço, foi deslocado para cá uma guarnição do BPRP. Mas por um erro de comunicação, quando eles se depararam com uma documentação diferente, no caso o alvará, eles não reconheceram e efetuaram a apreensão”, afirmou.


Miranda Neto, presidente da Cooperativa de Transportes Alternativos do Piauí, criticou a forma de atuar da secretaria e garantiu que acionará o Ministério Público para que SETRANS reconheça os alvarás municipais. Miranda ainda cobrou que os proprietários devem estar em dia com os itens de segurança exigidos pela legislação, como pneus, cinto de segurança e extintor de incêndio.

Ascom Câmara Municipal de Campo Maior 

sexta-feira, 7 de julho de 2017

Desfile de moda mostrará ações do Governo do Estado e da Prefeitura de Campo Maior


A Prefeitura Municipal de Campo Maior, através da Secretaria de Assistência Social (SEMAS) juntamente com a Secretaria Estadual do Trabalho e Empreendedorismo convida a todos para participar da certificação dos Cursos de Embelezamento e Corte e Costura oferecidos pelo Programa Setre nos Municípios que acontecerá sexta-feira (14/07), às 19:00 horas no Complexo Cultural Valdir Fortes.

Além da entrega de certificados com carga horária de 66 horas, acontecerá também um desfile organizado pelos alunos com peças produzidas durante o Curso de Corte e Costura. E os penteados e as maquiagens serão feitos pelos concludentes do Curso de Embelezamento.

Os cursos oferecidos pelo Programa Setre nos Municípios tem como objetivo qualificar a população investindo na melhoria da carreira profissional. É realizado de forma itinerante com quatro caminhões que contam com tecnologia e estrutura necessária para a realização das aulas teóricas e práticas.

O programa foi destinado para Campo Maior após uma solicitação do Prefeito José de Ribamar Carvalho durante reunião com o Deputado Aluísio Martins e o Secretário Estadual de Trabalho e Empreendedorismo, Gessivaldo Isaias.