sexta-feira, 23 de junho de 2017

Aprovado em 16 concursos públicos no AC revela segredos: ‘dedicação e renúncia’

Filho de costureira e de autônomo, o servidor público Jamerson Cruz da Silva, de 30 anos, carrega no currículo aprovações em 16 concursos públicos no Acre. Nascido em Rio Branco, capital do Acre, ele diz que o segredo é a dedicação diária nos estudos e a renúncia de momentos de lazer e vida social. Silva é concursado e continua a buscar outras aprovações. 

O gosto pelos concursos públicos surgiu após ser aprovado, com 17 anos, para o cargo de Policial Militar voluntário da PM-AC, em 2004. Daí por diante, ele passou a colecionar dezenas de aprovações e nomeações nos anos seguintes.

“O segredo é a questão da dedicação em casa. Todas as minhas horas vagas são para os estudos, então, varia de quatro a seis horas por dia, mas tem dia que só tenho uma hora. O importante é estudar todos os dias. Outra coisa é a renúncia. Já abdiquei vários momentos de lazer e vida social para me manter estudando, mas, graças a isso, passei nos concursos”, lembra.

Entre as aprovações, estão cargos na PM em concursos de 2004, 2005, 2008 e 2015, agente penitenciário em 2007, agente de polícia civil em 2012 e perito criminal da Polícia Civil em 2015. Além de cargos na Universidade Federal do Acre (Ufac), Instituto Federal do Acre (Ifac) e Instituto Nacional do Seguro Social (INSS).

“Estou aguardando convocação para perito criminal ou para professor do Ifac. Já trabalhei em quatro dos concursos que passei. Fiz alguns só para testar o conhecimento. A maioria dos que passei, fui nomeado, mas não tomei posse. Vou continuar estudando, meu sonho mesmo é passar para auditor fiscal da Receita Federal”, afirmou. 

Crédito da matéria: 
G1.com Acre

segunda-feira, 19 de junho de 2017

FESTA JUNINA DA MELHOR IDADE


A Prefeitura Municipal de Campo Maior por meio da Secretaria Municipal de Assistência Social - SEMAS realizará dia 28 de junho no SINTE a Festa Junina da Melhor Idade.

quinta-feira, 15 de junho de 2017

Intensificada limpeza nos bairros de Campo Maior


Mutirão continua limpando Campo Maior

Mais um bairro tem intensificada a limpeza de ruas e avenidas. Desta feita é o bairro matadouro que recebe serviços de roço, capina, retirada de entulhos e desobstrução de sarjetas, como forma de garantir mais conforto à população.

Essas ações, dado o final do período invernoso, são realizadas como forma de melhorar o aspecto urbanístico, como o de evitar proliferação de mosquitos que possam trazer doença aos moradores, inclusive o aedes egypty, responsável pela dengue.

Todas as ruas do bairro serão limpas e retirado toneladas de entulho provocado pelo lixo que é colocado sem acondicionamento, como sacolas plásticas que entopem boeiros e sarjetas.

Sobre o mutirão, o Secretário de Limpeza e Iluminação, Antônio Lustosa explica: “A missão que nós temos de limpar Campo Maior é árdua e demostramos com trabalho. Quanto mais trabalhamos, em menos tempo concluiremos a limpeza do município. Em alguns lugares encontramos situações mais críticas, como algumas ruas do Bairro Matadouro, mas com a mesma garra e força de vontade que limpamos o centro de Campo Maior, limpamos também os bairros", disse o secretário.

Foi informado, ainda, que está sendo providenciado junto à Eletrobras condições para melhorar a iluminação do local, visto que a existente é bastante precária.

Para o presidente da Associação de Moradores do Bairro Matadouro, Eduardo Silva, "é importante esse trabalho realizado pela Prefeitura de nossa cidade, pois representa mais tranquilidade para a população que tem medo de doenças provocadas pelo acúmulo de lixo e sujeiras; por isso, agradecemos o empenho do prefeito professor Ribinha e do secretário Lustosa".

terça-feira, 13 de junho de 2017

'Olha que coisa bonita, mais cheia de graça...'



A paráfrase é bem a tempo. Nosso Açude Grande, realmente, figura como um dos mais belos e importantes cartões-postais "do meu Piauí". Falta-nos a voz do Caetano (Abaeté), os ventos do litoral (Portinho) ou o lamento de Fagner (Orós) para figurarmos como o mais bonito e conhecido Açude de todo o Brasil.

Depois de décadas sendo massacrado com toda sorte de poluição, provocando o cheiro nauseabundo dos finais da estiagem e início do período invernoso, alegramo-nos com o seu novo aspecto, que desperta nossa campo-maiorencidade ainda mais.

O nosso Açude Grande de Campo Maior, para ser limpo da sujeira do homem, foi uma verdadeira novela. Adversários da administração do então prefeito Paulo Martins (2016) - o corajoso prefeito da intervenção no cartão-postal - enfrentou a fúria dos adversários que, alegando crime ambiental (com direito midiático da presença da Polícia Ambiental para embargo da obra). Questões de toda natureza foi levantada. Manifestos de especialistas diziam que estava decretada a morte do açude.

Parece que as profecias "politiquinas" (neologismo mesmo) não passaram de mero exercício de inveja por não terem tido tanto amor e determinação por aquele que agonizava à nossa frente, ano após ano.

A plasticidade com que se desenvolvem as intervenções urbanísticas dão um ar de modernidade. Não são "garotas de Ipanema" que desfilam na sua orla, são as belas mulheres campo-maiorenses que dão graça ao conjunto da obra. Revitalizar é preciso. Taí o resultado. 

Não podíamos ficar na melancolia e no saudosismo das pipas e lata na cabeça da década de 60 do século XX. Estamos no século XXI e, portanto, ansiosos por mudanças e elas acontecem com Paulo Martins e Professor Ribinha.

Viva Mamede Lima, autor da primeira grande intervenção no açude, facilitando a acessibilidade à BR-343, com recursos próprios da Prefeitura de Campo Maior. Viva Carboreto, visionário e entusiasta da nova modalidade da geração saúde: criou o primeiro acesso para as caminhadas matinais e o encantamento do pôr do sol.

Falta-nos, agora, sensibilidade, educação ambiental e respeito para com o Açude Grande de Campo Maior, para que ele se torne um ponto de lazer. Que os primeiros banhistas que de forma tímida refrescam-se em suas águas (antes turvas), sejam incentivo para todos nós outros.

É um lindo estado "camaleônico", como tão bem definiu o campo-maiorense Herivelto Cordeiro.

II Olimpíada Piauiense de Língua Portuguesa é lançada na UESPI

As inscrições estão abertas de 12 de junho até 30 de julho para estudantes

A II Olimpíada Piauiense de Língua Portuguesa foi lançada na manhã desta segunda (12), na Universidade Estadual do Piauí. Com o tema “Tecendo os saberes do nosso povo”, esta edição pretende promover a reflexão sobre a produção textual, aproximando a pluralidade dos saberes do povo piauiense. O lançamento contou a presença de representantes das Instituições de Educação Públicas do estado e do município.
Representantes do Instituto Federal de Educação Tecnológica do Piauí (IFPI), Universidade Federal do Piauí (UFPI), Secretaria de educação e Cultura (SEDUC) e Secretaria Municipal de Educação (SEMEC) reafirmaram a parceria para a realização da Olimpíada. Diferente de 2016, onde apenas as escolas de Teresina foram atendidas, esta edição todos os municípios piauienses serão contemplados.
As inscrições estão abertas de 12 de junho até 30 de julho. Podem participar todos os estudantes de educação básica regularmente matriculados pela rede pública (estadual, municipal, federal) nas modalidades fundamental e EJA (6º, 7º,8º,9º anos), Ensino médio, EJA e profissionalizante ( 1º,2º e 3º anos).
O Pró-reitor da PREX, Prof. Dr. Raimundo Dutra, explicou sobre o projeto. “Todos os textos escritos pelos estudantes da educação básica pretendem fomentar uma reflexão acerca da cultura piauiense e de nossa identidade. No ano passado tivemos 700 participantes, este anos pretendemos chegar até 4 mil participantes”.
Sobre a organização, a Formadora da Olimpíada Nacional, a professora Shirley Alves, sintetizou que a parceria promove uma identidade cultural dos saberes com o povo piauiense incentivando atitudes criativas da escrita. “Ler é um exercício para a vida", concluiu.
Premiação
A premiação aborda o tema “retratos do nosso povo” nas categorias poema, crônica e artigo de opinião. Medalhas de ouro, prata e bronze serão entregues aos participantes classificados. O regulamento completo da premiação pode ser acessado clicando aqui.
Autoria: Vanderson de Paulo

Vereadores reúnem-se em Campo Maior para debates

IV Encontro de Vereadores da AVEP
Câmaras Municipais de 17 cidades da região se reuniram na última quinta-feira (8 de jun.) em Campo Maior no IV Encontro de Vereadores promovido pela União das Câmaras Municipais do Estado do Piauí (AVEP). Vereadores, controladores e tesoureiros participaram de palestras e exposições com membros do Tribunal de Contas do Estado (TCE) que abordaram prestação de contas, fiscalização e responsabilidade fiscal e penal.

“O encontro é importante porque leva conhecimento as Câmaras, aos vereadores. Isso é de suma importante para nós vereadores e para a sociedade que nos elegeu para ser seus representantes; além de integrar os parlamentares da região. O vereador é a ponta da lança. Nesse momento de crise nós precisamos nos sobressair”, explicou Ronnivom Lima, presidente da AVEP.  

Auditor Fiscal de Controle Externo no TCE, Vilmar Barros Miranda abriu o encontro ao tratar sobre os principais erros nas prestações contas das Câmaras. Ele revelou condutas que são proibidas pela legislação. Vilmar esclareceu dúvidas dos vereadores e apresentou formas do legislativo melhorar sua atuação como fiscalizador. O evento abordou ainda temas como orçamento impositivo, a importância do legislativo à sociedade e responsabilidade administrativa e penal dos vereadores.

Posse
Durante o encontro, a AVEP empossou o presidente da Câmara Municipal de Campo Maior, vereador Fernando Miranda, como diretor regional da entidade. “Essa posse tem uma missão de unificar os vereadores da região e trazer o debate mais próximo possível da população. Assim, juntos, podemos solucionar os problemas das cidades”, delegou Ronnivom Lima.

Vereador Fernando Miranda empossado como diretor da AVEP
“Nossa regional vai ter bandeiras de luta. À frente da Câmara de Campo Maior tenho a bandeira de mostrar como é importante o trabalho do vereador e que juntos nós podemos conseguir benefícios para nossa cidade. Agora essa bandeira é estendida para toda a região. Vamos mostrar que unidos nós somos capazes de modificar a vida do povo”, afirmou Fernando Miranda.

Forró e romance embalam a noite dos namorados no Espaço Cultural


A noite desta segunda-feira 12 de junho, dia dos namorados foi de muitas atrações, passaram pelo palco do Espaço Cultural Dom Abel grandes artistas da música brasileira como Xenhenhém, Walkyria Santos, Limão com Mel e bandas locais como Mister Tcharlys.

A banda Xenhenhém com sua irreverência fez o público tirar o pé do chão e liberar sua energia, Mister Tcharlys  manteve o ritmo, mas foi com Walkyria Santos que o “clima esquentou”, e não parou por aí, pois a tão aguardada da noite Limão com Mel subiu ao palco, caprichou nas canções dançantes e românticas de sua carreira, muitas delas serviram como trilha sonora para casais apaixonados e para quem estava flertando altas paqueras ou “ficando” no espaço de evento.

Outros grandes nomes fizeram parte da programação dos Festejo de Santo Antônio que encerra hoje dia 13, com a procissão da imagem de Santo Antônio às 17horas. Em seguida, bingo de motocicletas e  shows com a cantora Taty Girl, Forró Pra Cima e ainda Anderson Rodirgues.


sexta-feira, 9 de junho de 2017

Quadrilha Coqueiro Verde encerra o “Esquenta Junino” de Campo Maior


Arquibancadas lotadas
Foram três noites de grandes apresentações no Espaço Cultural Dom Abel com temas diversificados, coreografias de impressionar e muita animação. E foi com essa empolgação que a junina Coqueiro Verde encerrou o “Esquenta Junino” de Campo Maior, na noite desta quarta-feira, 07 de junho. A prefeitura municipal premiou todos os grupos participantes.

O “Esquenta Junino” iniciou na segunda-feira 05, o evento que a princípio seria um festival premiou todos os participantes, um total de 06 grupos, cada grupo levou pra casa um valor de R$ 1.000, (mil reais).

A Secretária de Turismo e Desenvolvimento, Dlany Frota explica que: “A princípio o evento seria um festival, mas tomando por base que nem todas as quadrilhas tinham o figurino completo, conversamos com os quadrilheiros e resolvemos dividir a premiação de R$ 6.000, (seis mil reais) e cada junina levou mil reais, como forma de incentivo”, disse a secretária.
O  “Grupo de Ritmos Luzo Brasileiro de Dança Portuguesa Magia Lusitana”, da cidade de Luzilândia, com 9 pares de dançarinos e um figurino rico em detalhes, foi o primeiro se apresentar no Espaço Cultural na noites desta quarta, levando encantamento, equilíbrio, flexibilidade, postura e sensualidade, com adaptações de técnicas e práticas de nível internacional com movimentos de dança clássica e contemporânea.

As Luzes que me guiam essa noite, me levam até você” foi tema da tradicional Coqueiro Verde de Campo Maior. A junina agradou o público com seu figurino e coreografias inovadas, sintonia e muita animação. Com 28 pares de brincantes o marcador da junina, Cabral, representou os costumes e crença do povo nordestino nas noites de São João.

Ascom/Silvana Morais

quarta-feira, 7 de junho de 2017

NOVIDADE: Tradicional confraternização dos vaqueiros acontece na Chácara São Francisco, no Bairro Fripisa



A Programação da tradicional Festa do Vaqueiro, em Campo Maior está pra lá de convidativa: café, missa, orquestra sanfônica, cavalgada e muitas outras atividades fazem parte da festiva que inicia às 07:00 horas e se estende até às 16:00 hs.

A festa começa com o café da manhã no Salão Paroquial em seguida a celebração da missa na catedral de Santo Antônio onde a vaqueirama vai receber a bênção do padroeiro da cidade, logo após haverá apresentação de uma Orquestra Sanfônica e saída dos vaqueiros em cavalgada pelas principais ruas da cidade até a Chácara São Francisco (residência do vereador Zé Pereira), no Bairro Fripisa, na Avenida Nilo Oliveira, onde acontecerá a confraternização e almoço da comitiva, com shows musicais e sorteio de brindes.

A programação conta ainda com uma vaquejada que vai acontecer no Rancho Malaqueta com início às 14 horas.

Audiência Pública comemora dia de luta da pessoas com deficiência em Campo Maior


Câmara debate problemas com entidades
A Câmara Municipal de Campo Maior reuniu entidades sociais, secretarias municipais e pessoas com deficiências nesta quarta-feira (07/06) numa audiência pública em comemoração ao dia de luta da pessoa com deficiência. O encontro debateu estratégias que visam melhorar os atendimentos nas áreas de saúde, social, no trânsito e a atuação das associações que trabalham no município.

Prof. Sulamita Costa - ativista dos direitos PCD
Os presidentes de entidades que defendem as pessoas com deficiências apontaram melhorias que podem ser feitas pelo legislativo e pelas secretárias municipais, bem como apontaram soluções para dificuldades que são enfrentadas no dia a dia. Presidente da Associação dos Deficientes Físicos de Campo Maior (ADEFAC), Luis Cadeira revelou que 50% da população do município porta algum tipo de deficiência.  

“Estamos muito felizes com esse momento histórico. Nossa cidade precisa de mais encontros como esse. Quase 50% dos campomaiorenses possuem alguma deficiência e é importante debatermos isso”, disse. “Precisamos conscientizar a população a não usar os espaços destinados aos cadeirantes em estacionamentos, de prioridades nos atendimentos de saúde, de oportunidade de emprego e de melhor estrutura física nas sedes de nossas instituições”, pediu.

Os parlamentares garantiram empenho na busca de solucionar as demandas apresentas durante a audiência púbica. O presidente da Câmara, vereador Fernando Miranda, sugeriu que o legislativo forme uma comissão permanente para monitorar as necessidades e contemplar esse público na reforma da lei orgânica que deve ser realizada pelos vereadores.  

“A reforma que a Câmara passará em breve terá como um dos pontos altos a acessibilidade em todo prédio, para receber vocês de forma aconchegante e mostrar exemplo. Vamos reformar também a lei orgânica do município e sugiro a criação de uma comissão para atuar como defensora de vocês; assim poderemos observar as demandas para melhorar a vida de cada portador de deficiência”, declarou Fernando.

Fonte: Ascom Câmara Municipal 

Festejos de Santo Antonio: a praça é da cultura

Grupo de crianças assistidas pela Semas

Neste ano o Espaço Cultural D. Abel Alonso Nunes faz jus ao nome: a cultura ganha espaço na programação oficial da Prefeitura de Campo Maior. Os shows das bandas estaduais e nacionais dividem, agora, o espaço com as bandas locais e com expressões culturais desenvolvidas pela Secretaria Municipal de Assistência Social e Geração de Renda - SEMAS.

O Festival de Quadrilhas foi a primeira novidade do ano: faz parte da programação dos Festejos de Santo Antonio. Nesta terça-feira (6 de junho), o clássico dividiu espaço com manifestações culturais de origem africana:  Balé Clássico do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos e o Grupo de Capoeira.

A estreia do Balé Clássico se fez com muito glamour e leveza. No palco, pode-se ver a alegria das crianças ao estarem se apresentando. Com a coreografia e direção do bailarino Rhuan, Campo maior pode ver um espetáculo de grandeza. A oficina de Balé Clássico do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos é uma meta da Secretária Nilzana Gomes desde que assumiu a SEMAS.

Amadurecido, o grupo de capoeira do PETE complementou a parte cultural da VI noite dos Festejos de Santo Antonio 2017, demonstrando disciplina e muita dedicação. O grupo já vem funcionando há alguns anos e também faz parte das ações desenvolvidas pela assistência social.

"Era um sonho que tinha. Valorizar nossas crianças através do balé é sonho de toda garota e nós estamos podendo realizar esse sonho, graças à sensibilidade do Prefeito Professor Ribinha que atendeu nossa solicitação.", emocionou-se Nilzana Gomes.



Imagens: Facebook


NOVIDADE - UESPI FARÁ VESTIBULAR PARA ADMINISTRAÇÃO NO PRÓXIMO 6 DE AGOSTO

Wellington Dias aprova cronograma vestibular UESPI 2017
Foto: Portal do Governo do Piauí
Foi aprovado na manhã desta terça-feira (6 jun) pelo Governador Wellington Dias (PT) o cronograma para a realização do Vestibular para Administração na Universidade Estadual do Piauí na modalidade EAD.
O vestibular que terá seu período de inscrição de 19 de junho a 7 de julho deste ano e serão ofertadas 3 mil vagas em 40 municípios piauienses. As provas serão realizadas em 06 de agosto.  As datas foram apresentadas em reunião realizada com a presença do governador; secretário de Governo, Merlong Solano; secretária da Educação, Rejane Dias; do reitor da Universidade Estadual do Piauí, Nouga Cardoso; e equipe técnica.
As provas serão realizadas nos municípios de Água Branca, Bom Jesus, Campo Maior, Corrente, Esperantina, Floriano, Fronteiras, Oeiras, Parnaíba, Paulistana, Picos, Piripiri, São João do Piauí, São Raimundo Nonato, Teresina, Uruçuí e Valença do Piauí.
O reitor da Uespi, Nouga Cardoso, garantiu que é um vestibular normal e a única diferença é no modelo de formação. "É um modelo semipresencial mediado pela tecnologia e a gente vai pegar toda a expertise das Universidades Federal e Estadual, além do Ifpi (Instituto Federal do Piauí), instituições que desenvolveram nos últimos anos como modelo da Universidade Aberta do Brasil  no Piauí e estamos passando toda essa expertise para oferta dos cursos num projeto totalmente financiado pelo governo do Estado"
Merlong Solano destaca que a Uapi será completamente financiada pelo Governo do Estado, que investirá cerca de R$ 27 milhões ao longo de quatro anos para a formação dessas primeiras turmas. “Além disso, o governador autorizou que sejam iniciados os procedimentos necessários para realização de um novo vestibular para mais 90 municípios, até janeiro de 2018”, adianta o secretário. 

terça-feira, 6 de junho de 2017

Audiência Publica debate extrativismo da cera de carnaúba em Campo Maior

Extratores de pó de cera de carnaúba debatem situação
A Câmara Municipal de Campo Maior realizou nesta terça (6) uma Audiência Pública para tratar sobre a situação dos extratores do pó da palha de carnaúba no município. No plenário do legislativo, o debate reuniu parlamentares, sindicatos, trabalhadores, Ministério do Trabalho e a classe empresarial.

“Os trabalhadores estão sendo prejudicados por algumas adequações que foram realizadas a lei que trata de pessoas que trabalham com extrativismo. Por exemplo, a lei obriga ter banheiro no local onde eles estão derrubando a palha. Como é que vão levar um banheiro químico para o meio do carnaubal?”, pergunta o vereador Neto dos Corredores, que propôs a Audiência Publica. “Chamamos os envolvidos para buscarmos uma solução”.

O presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Campo Maior, Francisco das Chagas, e o representante da Federação dos Trabalhadores na Agricultura (FETAG-PI), Simão Reinaldo, expuseram as preocupações dos trabalhadores. Para eles, a recente alteração na lei trabalhista diminuirá a produtividade e, consequentemente, a renda daqueles que atuam na extração do produto.

Procurador do Trabalho Edno Moura
O procurador do Ministério Público do Trabalho, Edno Moura, explicou algumas das novas exigências e formas dos trabalhadores atuarem sem infringir as normas. “Por exemplo, a lei obriga que esses trabalhadores tenham a carteira assinada. Os extratores, no entanto, reclamam que no momento da aposentaria como trabalhadores rurais seriam prejudicados. Mas essa carteira assinada por até 190 dias não trás qualquer dano na previdência dessas pessoas”, explica.

“Alguns pontos entendemos que não se enquadram a nossa realidade, como exemplo, a exigência do banheiro. Outros, contudo, têm que ser seguidos. Não podemos abrir mão dos Equipamentos de Proteção Individual que é para a segurança. Vai reduzir à produtividade a pessoa com um capacete na cabeça olhando para cima? Vai. Mas é para a sua segurança”, diz o procurador.


Ascom Câmara de Campo Maior 

segunda-feira, 5 de junho de 2017

Raimundo Pereira futuca a política local

Raimundo Pereira se mobiliza nos bastidores

Segundo alguns comentários, a postagem do economista Raimundo Pereira, ex-presidente do Diretório do partido dos Trabalhadores em Campo Maior, foi uma futucada na política local, já que o mesmo vem nos últimos dias consultando sua base para uma possível candidatura a Deputado Estadual. 

"Hoje 05 de Junho, com o Secretário de Cultura - Dep Fábio Novo, - tratando da liberação de recursos do Governo do Estado, para a Festa do Vaqueiro de Campo Maior (10 de junho). Com emendas dos Deputados Antônio Félix, Aluísio Martins e Francisco Limma.

Tratamos também, a pedido do Prefeito Ribinha, do andamento do processo para reforma do Teatro dos Estudantes. Obra de R$ 600.000,00. Sendo 300.000,00 já autorizados pelo governador Washington Dias e R$ 150.000,00 de emendas parlamentares de Aluísio Martins e Antônio Félix, cada.

Posso dizer que os dois processos estão indo bem. E terão pleno êxito.

PRECISAMOS UNIR FORÇAS POR CAMPO MAIOR - A DISPUTA POLÍTICA É OUTRA COISA, NOUTRA OPORTUNIDADE.
Agora temos que sermos todos CAMPO MAIOR!"

Programação de atividades legislativas no período dos Festejos


A Câmara Municipal de Campo Maior divulgou nessa sexta (2) a programação de trabalho legislativo para o período dos Festejos de Santo Antônio. Nas próximas duas semanas, as atividades se concentram no período da manhã e tarde. Os parlamentares realizam atendimento popular, participam de audiências públicas e encontro com vereadores do território dos carnaubais.

Na quarta-feira (07/06), às 8h:30min, a Câmara realiza Audiência Publica para debater o extrativismo da cera de carnaúba em Campo Maior. Proposta pelo vereador Neto dos Corredores, a audiência contará com a presença do Procurador-geral do Ministério do Trabalho do Piauí Edno Moura Carvalho e representantes da Federação dos Trabalhadores da Agricultura (FETAG).

No dia seguinte, na quinta (8), às 8h:30min, os vereadores realizam Audiência Pública em comemoração ao Dia Nacional de Luta da Pessoa com Deficiência. A reunião contará com a presença de representantes de associações e da Secretaria de Assistência Social.

Já na sexta (9), a Câmara de Campo Maior sedia o 4º Encontro de Câmaras Municipais do Território dos Carnaubais. Realizado pela União das Câmaras Municipais do Estado do Piauí (AVEP), o evento reúne vereadores, tesoureiros e controladores dos legislativos. Os temas abordarão a importância das Câmaras para a sociedade, principais erros nas prestações de contas, transparência e responsabilidade administrativa. O encontro terá participação de auditores fiscais do Tribunal de Contas do Estado (TCE).
A Câmara não para

“O trabalho do vereador não para. Preparamos uma extensa programação para essa data que abrange os Festejos de Santo Antônio. Vamos realizar audiências públicas, encontros, simpósios sobre prestação de contas. Vamos intensificar nosso trabalho nos turnos da manhã e tarde e à noite paramos em respeito a programação religiosa”, explica Fernando Miranda, presidente da Câmara de Campo Maior.

DETRAN está há seis meses sem realizar exame prático em Campo Maior

Processos se acumulam no Detran em Campo Maior
Os proprietários de autoescolas de Campo Maior denunciam o descaso do Departamento Estadual de Transito do Piauí, (DETRAN), que de dezembro de 2016 até maio de 2017 não foram liberados exames prático para os alunos de cursos de formação de condutores.

De acordo com um dos proprietários, Edilson Sousa, na sua autoescola mais de 300 alunos aguardam a liberação do DETRAN para fazer os exames práticos, que em um período de seis meses o departamento de trânsito só realizou  um rodada de exames práticos de direção em Campo Maior.                       

“A demanda de formação de condutores em Campo Maior é uma das maiores do Piauí. De dezembro até agora só houve 01 exame prático, ou seja, já estamos há quase seis meses sem formar motoristas em uma cidade, que o trânsito precisa da formação de novos condutores”, relata Edilson.                       

Edilson lembra que a reclamação contra o DETRAN é generalizada e que ele mesmo já fez várias solicitações formais ao departamento de transito, solicitando a liberação de exames práticos de direção, mas não obteve resposta. “Não sabemos mais a quem recorrer”, lamenta.

HISTÓRICO: Após décadas, Açude de Campo Maior volta a ser usado para banho


Há muitas décadas a água do açude grande de Campo Maior foi usada para consumo humano e por banhistas, mas desde que foi constatado que era imprópria, o lago passou a ter apenas sua beleza natural explorada.


Ex-prefeito Paulo Martins ladeado por amigos
No entanto, o ex-prefeito Paulo Martins iniciou na sua gestão uma obra de revitalização que está sendo concluída pelo atual prefeito Professor Ribinha. Foram retiradas várias toneladas de lama e dejetos e fechadas fossas que despejavam até fezes. Após esse processo, o açude voltou a encher e agora com a água visivelmente mais limpa passa a ser usada novamente para o banho.

Quem experimentou foi o próprio ex-prefeito Paulo Martins que reuniu um grupo de amigos para banhar no açude. Pouco tempo depois outras pessoas começaram a chegar para também banhar no açude, andar de moto aquática e até de lancha. “Aprofundamos, limpamos e fizemos uma bela orla. Está lindo, maravilhoso e gostoso. Estamos iniciando uma nova etapa do açude”., comentou Paulo Martins.

quinta-feira, 1 de junho de 2017

Nilzana Gomes: precisamos valorizar o amor

Felicidade não tem idade - exposição SEMAS Campo Maior

Pela primeira vez a Secretaria de Assistência Social de Campo Maior faz uma mostra artística com pessoas da terceira idade assistidas pelo serviço de fortalecimento de vínculos do município. A mostra de fotografias com os casais, além da beleza do trabalho, 

Com o tema Felicidade não tem idade, a SEMAS mostra como os idosos se sentem importantes quando as pessoas compartilham as suas vitórias. 

"Nossa intenção é valorizar e fortalecer cada vez mais os vínculos que as pessoas devem manter. Essa exposição fotográfica é o reconhecimento que fazemos da importância que tem esses homens e mulheres que tanto contribuíram com o desenvolvimento de Campo Maior", ressalta a Secretária Nilzana Gomes.

Para a secretária, "ainda é muito forte o preconceito contra o idoso. Muitos acham que por se atingir uma certa idade é preciso se ficar num canto. Os nossos idosos são pessoas alegres, festivas, produtivas e, portanto, nada mais justo que fazermos essa homenagem justamente no mês dos namorados, afinal, somos eternos namorados e não é a idade que vai impedir das pessoas de serem felizes".

A exposição, com a assinatura da fotógrafa Clebianne Gomes, é mais uma novidade dos Festejos de Santo Antonio deste ano.  




EDUCAÇÃO Alunos mais ricos deveriam pagar pela universidade pública?

Com a pergunta: "Alunos mais ricos deveriam pagar pela universidade pública?"  a Revista Época desta semana, através da colunista de educação Flávia Oshima, abre uma discussão bastante interessante. Segundo a colunista, os estudantes da rede pública de ensino, por conta de uma educação básica deficitária, em maior parte ingressam na universidade privada; os ricos, por sua vez, por terem estudado na rede privada o ensino básico, ingressam com maior facilidade na rede pública.

Através de duas visões totalmente distintas, dos economistas Paulo Meyer Nascimento, especialista em emprego e educação do Ipea, favorável à proposta que germina nos porões governamentais; e Fábio Waltenberg, especialista em educação e bem estar da Universidade Federal Fluminense, contrário a tal intento por considerar que isso faria com que o governo investisse cada vez menos da educação pública.

Numa visão bem apropriada, Flávia argumenta que os pobres sempre são relegados a uma educação de qualidade inferior. Isso é fato. Nossa prática nas salas de aulas do ensino médio, demonstram o quanto é difícil esse caminho ser modificado. O alunado já chega com a ideia de que é complicado transpor essa barreira, mesmo com as cotas.

Que tal aprofundar o assunto?



Mastruz com Leite e Cesinha Garcia fazem a alegria da multidão na abertura do Festejo em Campo Maior


Abertura Festejos de Santo Antonio 2017 - o povo lotou a praça

Cesinha Garcia - apresentação do talento local

A noite desta quarta-feira 31/05, abertura do Festejo de Santo Antônio em Campo Maior foi só alegria. Nem mesmo a presença da chuva fez a multidão ficar parada, com o carisma de Cesinha Garcia, que deu uma verdadeira lição de talento no palco do Espaço Cultural.

Com apenas 11 anos, no acordeom Cesinha se fez adulto e agitou a multidão tocando e cantando os melhores ritmos da atualidade, em seguida a banda Mastruz com Leite assumiu o comando relembrando sucesso de sua carreira e botando o público pra dançar.

O Prefeito Professor Ribinha prestigiou o evento acompanhado da primeira dama, Nilzana Gomes. Outras atrações também passaram pelo palco.